Assembleia fará parceria com IFSC em projeto para uso de veículo elétrico


A Assembleia Legislativa será parceira do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) na implantação de um projeto para uso de veículos elétricos em frotas públicas. A iniciativa foi apresentada ao presidente da Alesc, deputado Mauro de Nadal (MDB), e à deputada Dirce Heiderscheidt (MDB), em reunião com o coordenador do projeto, o professor do IFSC e engenheiro elétrico Adriano de Andrade Bresolin, na tarde de quarta-feira (8). “Uma ideia inovadora, que tem o DNA total catarinense e que terá o apoio da Alesc nesse projeto piloto”, comentou Mauro De Nadal.

De acordo com o professor Bresolin, um veículo elétrico adquirido pelo projeto será disponibilizado para o uso dos poderes testarem a nova tecnologia, e um eletroposto será instalado na Assembleia para uso dos servidores e deputados.

“A ideia é que se faça uma análise de custos, gastos e até mesmo compartilhamento do veículo entre os usuários, podendo assim auxiliar na economia financeira, além de auxiliar na questão sustentabilidade e controle de emissão de gases poluentes”, destaca o professor. “Santa Catarina é o berço na produção de peças para a conversão, grandes empresas como a WEG estão ingressando nesse meio fomentando ainda mais o projeto.”

O primeiro passo será a implantação de um eletroposto no Palácio Barriga Verde para o abastecimento do veículo que será disponibilizado para testes. O veículo Zoe será compartilhado através de um sistema de controle da Renault Mobility via aplicativo, ou seja, o usuário cadastrado da Alesc poderá reservar o veículo elétrico via celular com uma semana de antecedência.

Quando chegar a hora da utilização, basta se aproximar do veículo acionar o aplicativo que o carro abrirá, o motorista pegará a chave no porta-luvas e poderá utilizá-lo. O veículo e o eletroposto serão disponibilizados para a Assembleia a partir de outubro, a partir da assinatura do convênio de cooperação técnico-cientifica.

“Os veículos elétricos são um símbolo do futuro. Mas eles já são uma realidade. Um símbolo de modernidade e sustentabilidade. Essas características combinam perfeitamente com o nosso estado. Precisamos estimular para que eles façam parte do dia-a-dia das nossas cidades”, destacou a deputada Dirce Heiderscheidt.

Iniciativa catarinense
O projeto foi aprovado na Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica, com apoio da Celesc e EMBRAPII-IFSC, e tem como metas principais o desenvolvimento de um kit de conversão de veículos a combustão para elétricos (powertrain e bateria), além de um novo Câmbio CTT; fortalecer os cursos de automobilística e Eletrotécnica do IFSC; equipar o laboratório de Mobilidade Elétrica do IFSC (co-working) e propiciar à comunidade empresarial (montadoras, concessionárias e oficinas) a formação de mão-de-obra qualificada através de cursos técnicos específicos para área que serão oferecidos pelo IFSC.

Entre as demandas apresentadas pelo projeto, foram pontuadas como principais: fomentar parcerias entre os poderes públicos (Executivo, Legislativo e Judiciário), concessionárias de energia elétrica, etc., e as entidades de pesquisa como o IFSC, visando à disseminação e popularização da mobilidade elétrica no País e a criação uma legislação apropriada para atender a conversão de veículos a combustão para tração elétrica dentro das normas internacionais.

Comente com o Facebook