Melhorias de rodovias entre Serra e Litoral vão impulsionar desenvolvimento regional de SC


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Trinta e cinco anos após a pavimentação da Serra do Rio do Rastro, uma nova esperança surge para as ligações entre o Sul de Santa Catarina e a Região Serrana. Três novas rotas receberão asfalto e facilitarão o deslocamento de mercadorias e turistas entre o Litoral e o Planalto Serrano. Em recente roteiro pelo Sul, o governador Carlos Moisés assinou a ordem de serviço para a pavimentação da Serra do Corvo Branco e autorizou o início da licitação para a Serra do Faxinal. Além disso, o Governo do Estado entregou à Assembleia Legislativa (Alesc) um projeto de lei para destinar R$ 15 milhões para terminar as obras na Serra da Rocinha, na BR-285.

“São investimentos que farão a diferença para o futuro do Sul e também da Serra. Tanto o Corvo Branco quanto a Serra do Faxinal possuem um potencial turístico imenso. A pavimentação possibilitará um aumento do movimento de pessoas e consequentemente trará mais movimento econômico e novos negócios. No caso da BR-285, ela ajudará no transporte de mercadorias e fará com que boa parte da produção do Rio Grande do Sul possa ser escoada pelo Porto de Imbituba”, afirma o governador.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, destaca que o volume de investimentos destinado pelo Governo do Estado para os asfaltamentos e melhorias é sem precedentes. São R$ 40 milhões para a Serra do Corvo Branco, R$ 58,9 milhões para a Serra do Faxinal, R$ 15 milhões para a finalização da Serra da Rocinha e mais R$ 20 milhões para a maior intervenção de engenharia pela qual a Serra do Rio do Rastro já passou desde a sua inauguração.

“Santa Catarina está construindo novos rumos. O Governo entende que a infraestrutura é a base para o desenvolvimento e por isso está investindo pesado na área. Inclusive, estamos colocando recursos do caixa estadual em obras federais, como é o caso da Serra da Rocinha. Para o Sul e a Serra, a pavimentação dessas estradas será um divisor de águas, que impulsionará o desenvolvimento regional”, diz Vieira.


Serra do Corvo Branco – Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Obras vão destravar gargalos logísticos

No setor produtivo, o clima é de expectativa. O vice-presidente regional Sul da Federação das Indústrias (Fiesc), José Carlos Spricigo, diz que, no caso específico da Rocinha, a obra pronta deve produzir uma movimentação econômica anual superior a R$ 200 milhões. Segundo o empresário, em muitos casos a produção agrícola e de mercadorias é reduzida por causa dos gargalos logísticos.

“Trata-se de uma obra que será fundamental para a nossa região, pelo movimento econômico que ela vai gerar. É gratificante saber que o governador colocou a infraestrutura como uma prioridade efetiva.Hoje o Sul cresce em níveis inferiores às outras regiões. Não tenho dúvidas de que alcançaremos o desenvolvimento com esses investimentos logísticos”, aposta Spricigo.

Outro fator que ajudou recentemente a região foi a conclusão da duplicação da BR-101, no trecho entre Palhoça e a divisa com o Rio Grande do Sul. O prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Junior, conta que a pavimentação das serras multiplicará o embarque de cargas no porto da cidade. Com capacidade para receber grandes navios, a estrutura tem um bom potencial de crescimento.

“Para a região produtora do Norte do Rio Grande do Sul, vai ser mais fácil escoar a produção pelo porto de Imbituba depois que a BR-285 estiver concluída. A única opção para eles hoje é o porto de Rio Grande, que fica mais distante. Nós vemos com muita expectativa esse momento. São investimentos que há muito não se via”, diz o prefeito.

Expectativa no turismo

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Nos Campos de Cima da Serra, o sentimento também é de ansiedade. Para Ana Vieira, que coordena o setor de políticas de turismo na associação de municípios local (Amures), a pavimentação do Corvo Branco e a restauração da Serra do Rio do Rastro aumentarão a segurança de quem trafega pelo local. Uma consequência lógica disso será o aumento do fluxo de pessoas. Ela conta que, durante as últimas férias escolares de julho, o movimento já surpreendeu.

“Com a conclusão dessas obras, nós conseguiremos avançar com o projeto da Rota Cênica, que faz a ligação entre as duas serras e forma um anel com os municípios do lado de baixo. Além disso, os turistas terão mais segurança para subir. Na Serra do Rio do Rastro, a contenção das encostas é fundamental. Já no Corvo Branco, o asfalto vai aumentar e muito o movimento. Mais de 80% do nosso público hoje é rodoviário”, conta Ana.

Como está a situação de cada uma das serras:

Serra do Rio do Rastro

Considerada uma das estradas mais belas do mundo, a rodovia foi inaugurada em 1986 após dois anos de obras. Por 35 anos, tem sido a única ligação pavimentada entre o Litoral Sul e o Planalto Serrano. O Governo do Estado está investindo cerca de R$ 20 milhões na maior intervenção de engenharia desde a inauguração. O trabalho consiste na edificação de uma série de contenções para evitar o desmoronamento de rochas, que frequentemente interditavam a rodovia e colocavam os motoristas em risco. A previsão é que as obras terminem no fim deste ano.

Serra do Corvo Branco

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Desbravada há mais de 60 anos, liga os municípios de Urubici e Grão Pará. O trecho de subida aguarda desde então pela pavimentação. No último dia 27 de agosto, o governador Carlos Moisés autorizou o asfaltamento de 9,4 quilômetros. O investimento será de mais de R$ 40 milhões. O prazo de conclusão é de 18 meses.

Serra da Rocinha

Obra federal, a BR-285 é um corredor biocêanico, ligando Araranguá ao Chile. No lado catarinense, faltam menos de dois quilômetros para terminar a obra. O Governo do Estado, após obter autorização legislativa, investirá R$ 15 milhões. Do lado do Rio Grande do Sul, faltam oito quilômetros de asfalto para chegar na cidade de São José dos Ausentes, com obras em andamento.

Serra do Faxinal

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

A SC-290 liga Praia Grande até o Parque Nacional dos Aparados da Serra, em Cambará do Sul (RS). A pavimentação chegou a começar na década passada, mas parou antes da conclusão. No dia 25 de agosto, o governador autorizou o início da licitação para asfaltamento, com investimento de aproximadamente R$ 58,9 milhões.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação – SECom
E-mail: [email protected] 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook