João Amin apresenta dados atualizados sobre as obras do Contorno Viário

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News


O deputado João Amin (PP) apresentou esta semana um balanço sobre o andamento das obras do Contorno Viário da Grande Florianópolis. Na condição de presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Alesc, o parlamentar tem fomentado uma série de ações com intuito de garantir que a obra, inicialmente prevista para ser concluída em 2012, seja finalizada até 2023, que é o novo prazo estabelecido pela Arteris Litoral Sul, concessionária responsável pelos trabalhos.

“Houve um atraso absurdo, mas temos que continuar acompanhando de perto e cobrando resultados, pois é uma obra importante não só para Santa Catarina, mas para o Mercosul, já que muitos produtos são escoados por esta rota”, destacou o deputado. Até o momento, já foram concluídas quatro pontes, sete passagens em desnível, um trevo completo e 11 km de pavimentação.

O Contorno Viário da Grande Florianópolis será um corredor expresso de 50 km, com pista dupla, seis acessos por trevos, quatro túneis duplos, 14 pontes e mais de 20 passagens em desnível. Ao cruzar quatro municípios e evitar o trecho principal da BR-101 na área que dá acesso à capital catarinense, a obra vai permitir que o tráfego de longa distância do Corredor do Mercosul não precise cruzar áreas urbanas da região metropolitana de Florianópolis, contribuindo para a melhoria da mobilidade.

De acordo com as informações atualizadas disponibilizadas pelo parlamentar, atualmente são três mil trabalhadores atuando nas diversas frentes de obras e 500 equipamentos pesados em operação. Dos quatro túneis que fazem parte do trecho, o percentual de execução da obra do túnel 1 é de 10,85%, do túnel 2, de 5,89%, do túnel 3, de 5,57% e do túnel 4, de 6,67%. O trevo da BR-282 está com 8,58% das obras concluídas, e o trevo da BR-101 Sul, com 0,51%. Já o trevo da BR-101 Norte e os pontos de parada e descanso ainda não têm nenhuma etapa finalizada.

Desde 2015, no seu primeiro mandato como deputado, quando eleito presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano pela primeira vez, João Amin tem trazido o tema do Contorno Viário para discussões na Alesc. Já naquele ano, a Comissão recebeu o então presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos.

Em 19 de junho de 2017 foi realizada uma audiência pública para discutir o zoneamento e a ocupação do solo no entorno do Contorno Viário. Em seguida, em 21 de junho uma comitiva acompanhou os membros da Comissão de Transportes numa vistoria ao trecho do Contorno entre os municípios de Biguaçu e Palhoça. No dia 10 de outubro também de 2017, o deputado João Amin esteve em Brasília, na sede da ANTT, e foi recebido pelo presidente Jorge Bastos.

Em julho de 2018, uma nova visita foi acompanhada pela Comissão de Transportes, por órgãos de imprensa, autoridades estaduais e dos municípios de São José, Biguaçu e Palhoça, além de representantes de entidades empresariais. Já em novembro de 2018, o deputado informou na tribuna o encaminhamento de ofícios à ANTT e ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) solicitando esclarecimentos sobre a paralisação das obras por motivo de demissão de funcionários.

Em 2019, a Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano promoveu nova audiência pública para discutir as obras do Contorno Viário. O evento contou com a presença de Cesar Sass, Diretor de Operações Sul da Arteris, concessionária responsável pela construção do contorno. Também marcaram presença os deputados federais do Fórum Parlamentar Catarinense e entidades representantes do Grupo de Trabalho de Acompanhamento das Obras do Contorno Viário.

Nos últimos dois anos, o parlamentar ocupou a tribuna da Alesc por diversas vezes para cobrar um cronograma de conclusão e celeridade nas obras. João Amin salienta que uma de suas metas é fiscalizar o passo a passo da conclusão desta obra até o dia em que ela seja entregue aos catarinenses.

Comente com o Facebook