Fechamento do Centro Universitário de São José (USJ) é inaceitável

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News


O deputado Padre Pedro Baldissera (PT) disse nesta quarta-feira (25), durante a sessão plenária da Alesc, que é inaceitável a decisão anunciada pela prefeitura de São José, de acatar uma recomendação do Ministério Público para descredenciar o USJ Centro Universitário Municipal. Segundo ele, a medida afeta a população do município, pois representa a demissão de 58 profissionais da educação, além de deixar desassistidos cerca de mil alunos, 70% deles oriundos de escolas públicas da cidade.

“Essa instituição de ensino foi criada com o objetivo de fomentar e dar sustentabilidade ao crescimento local e regional, sendo esse o primeiro o Centro Universitário Municipal do país a oferecer educação pública, gratuita e de qualidade”, disse. O USJ foi criado em 2005 e oferece quatro cursos de graduação/bacharelado nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Pedagogia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

O parlamentar destacou que a comunidade perderá um importante instrumento de acesso ao ensino superior à população mais vulnerável, como também impõe desemprego aos profissionais que se dedicaram à formação de mais de 1.400 profissionais, entre professores, administradores, contadores e tecnólogos.

“A educação é um direito de todas e todos e a redução de desigualdades passa pela educação. Não podemos admitir que a prefeitura faça da recomendação do Ministério Público uma decisão de governo, mas sim para que supere as atuais dificuldades”, salientou.

Assessoria Coletiva | Bancada do PT na Alesc | 48 3221 2824  [email protected]
Twitter: @PTnoparlamento | Facebook: PT no Parlamento

Comente com o Facebook