Santa Catarina tem até o dia 07 de outubro para salvar o seu litoral


Santa Catarina tem até o dia 07 de outubro para salvar o seu litoral. Novamente essa frase impactante foi dita pela deputada Paulinha para promover o engajamento dos catarinenses no abaixo assinado que está em suas redes sociais buscando ganhar musculatura em mais uma iniciativa que objetiva suspender o leilão para a exploração de petróleo que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) vai realizar nessa data.

Para se engajar no  movimento #MarSemPetróleo basta acessar o link    http://chng.it/mvbMdsnt. Até o momento, mais de 300 pessoas contabilizaram o seu apoio a causa.  

Esse foi um dos encaminhamentos da Audiência Pública na Assembleia Legislativa, que  aconteceu no dia 05 de agosto  proposta pela Frente Parlamentar Ambiental, coordenada pela deputada Paulinha.

Também na ocasião foi lançada a carta aberta de Florianópolis.  Um verdadeiro manifesto público para sensibilizar e apelar ao Governo Federal e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis para a realização de uma Audiência Pública, com devida amplitude a nível nacional que o tema carece, com a participação dos representantes dos Estados envolvidos e, de quebra, a suspensão  imediata da 17ª rodada da ANP até que sejam conclusos todos os estudos técnicos referentes ao tema foi o resultado efetivo de mais de duas horas de intenso e esclarecedor debate a respeito do impactos da exploração de petróleo no litoral catarinense.

Ela  destacou, novamente, que o que mais choca é que esta decisão da ANP foi realizada sem nenhum estudo técnico preliminar a respeito desse assunto. “ Foi uma decisão arbitrária, definida em Audiência Pública no Rio de Janeiro, sem a participação de ninguém de nosso Estado”, alertou.

Outra ação advinda da Audiência Pública busca o engajamento efetivos  dos órgãos fiscalizadores, como o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e no Ministério Público Federal (MPF)”, disse a deputada Paulinha.  “ Apelamos para que  o MPSC e o MPF acompanhem a ação judicial que pede o cancelamento do leilão até que as etapas legais sejam cumpridas”, afirmou.

Além de Joinville, em Florianópolis a Câmara de Vereadores realiza uma audiência pública a respeito do tema.  A Audiência acontecerá no dia 30 de agosto às 14h e será transmitida pelo Canal do YouTube da Câmara Municipal de Florianópolis.

Valquiria Guimarães
Assessoria de Comunicação
Deputada Paulinha
048 991047676

Comente com o Facebook