Investimentos em Blumenau buscam atrair mais profissionais de TI


Profissionais de Tecnologia da Informação (TI) se configuram como peças chaves para o crescimento do mercado de trabalho e é um dos setores que pode definir o sucesso ou não de uma empresa ou empreendimento. Com a pandemia, a partir de março de 2020, empresas se viram obrigadas a modificar sua política de trabalho, bem como se adequarem aos novos processos comerciais para que seus negócios se mantivessem em atividade.

Com a Covid-19, as negociações por meio da internet se tornaram o grande trunfo para que os empreendimentos conseguissem manter as portas abertas e foi a partir de então que o setor de TI se tornou ainda mais um grande diferencial, já que muitos processos passaram a ser feitos de forma digital.

Esta mudança atingiu praticamente todos os setores do mercado de trabalho, seja na área de venda de produtos, oferta de cursos, entre outras atividades. Na prática, o setor de TI representa o elo entre o empreendimento e seu público, fornecendo uma estrutura de tecnologia em comércio eletrônico que possa garantir a manutenção e a sobrevida da empresa.  

Investimentos

Em Blumenau, investimentos para atrair estes profissionais estão em constante atividade, com aporte financeiro de R$ 1 milhão ao ano para gerar incremento no setor econômico. Como é o caso do Blusoft, que neste ano recebe um aporte da Prefeitura de Blumenau no valor de R$ 700 mil para as ações desenvolvidas por meio do programa Entra 21, que já formou mais de 5 mil profissionais na área de tecnologia em Blumenau até agora.

“A tecnologia nunca foi tão necessária como agora em tempos em que ferramentas de videoconferência, compartilhamento de arquivos na nuvem são usadas em tantas áreas, exigindo profissionais de mercado e qualificação de mão de obra”, diz Rafael Silva, diretor do Blusoft Acate.

Outro exemplo de parceria é o Instituto Gene, que recebe aporte financeiro da Prefeitura no valor de R$ 300 mil/ano. Além disso, para incrementar o ambiente econômico, em julho deste ano a Prefeitura firmou convênio para que o Centro de Inovação de Blumenau também fosse contemplado com este aporte disponibilizado ao Gene, permitindo dar manutenção às atividades desenvolvidas pelas empresas que atuam no local.

“Quando eu vim para Blumenau em 1990 para fazer faculdade na Furb, nossa cidade era muito conhecida por seu pólo têxtil. Hoje os olhos do mundo se voltam para Blumenau como pólo de tecnologia e investir no setor é nosso dever enquanto gestão pública. Com a pandemia, o trabalho “Home Office” ganhou força e sabemos o quão importante é a capacitação de novos profissionais para esse mercado da tecnologia. O Programa Entra21 muda vidas e ver famílias tendo sua realidade transformada pela educação nos faz ter a certeza de que estamos no caminho certo, cuidando das pessoas como sempre foi nossa prioridade ”, diz o prefeito.

Mesmo assim, o setor econômico da cidade evidencia a falta de mão de obra em TI. De acordo com levantamento recente do Blusoft, neste ano ainda são necessários 2.022 profissionais de tecnologia para suprir as demandas do mercado em crescente evolução. Em 2022, a estimativa é de que esse aporte de profissionais suba para 2.770 e 3.437 vagas de TI em 2023. A estimativa é de que até 2023 sejam abertas mais de 8 mil vagas em Tecnologia da Informação na cidade para atender a demanda do mercado.

Em Blumenau, mais de 1.800 empresas de TI estão em atuação e um total de 2.400 na região da Associação de Municípios do Vale Europeu (AMVE) e que fazem parte do pólo do Blusoft. Segundo estimativas do próprio Blusoft, o número de vagas ainda pode ser maior do que o previsto, já que o levanto levou em consideração um montante de 38 empresas, cuja previsão é de que com o crescimento do empreendimento exista a necessidade ainda mais de profissionais em TI.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Blumenau, Sylvio Zimmermann, fala da importância dos investimentos para o crescimento do setor. “Este é um movimento mundial e nós estamos atentos a esta necessidade. Além dos investimentos no Entra 21, avaliamos novas possibilidades de investimentos em formação neste setor tão importante para o nosso desenvolvimento econômico”, diz.

Assessor de Comunicação: Joni César

postada em 23/08/2021 15:54 – 3 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook