Fenatib disponibiliza links para primeiro fim de semana


Os links para as atrações do primeiro fim se semana do 23º Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens (23º Fenatib) estão disponíveis. Neste ano as atrações serão veiculadas no formato inovador para se adequar às restrições sanitárias em época de pandemia. Esta edição será 100% online e o acesso é gratuito na rede de computadores.

O 23º Fenatib promete compartilhar muita diversão, fantasia, sonhos e bons textos. Os espetáculos estarão disponíveis gratuitamente no canal do Instituto de Artes Integradas de Blumenau (Inarti) no YouTube até o dia 10 de setembro. Informações sobre o evento podem ser conferidas no site www.inarti.org.br e nas plataformas da Secretaria Municipal de Cultura e Relações Institucionais (SMC).

As atrações

20 de agosto, sexta-feira

10h: O Romance do Pavão Misterioso

Sinopse: O Romance do Pavão Misterioso conta a aventura de um rapaz, chamado Evangelista, que ao contemplar a beleza de Creuza, donzela feita prisioneira pelo próprio pai, sente-se invadido por um forte desejo: resgatar a moça do sobrado do Conde. Evangelista foge com Creuza com a ajuda de um pavão mecânico, construído por um cientista. O pavão insere-se numa complexa simbologia: signo solar do fogo, da beleza e do poder de transmutação.

Autoria: Adaptação do cordel de José Camelo de Melo

Direção: Chico Simões

Grupo: Mamulengo Sem Fronteiras, de Brasília (DF)

Faixa etária: A partir de 3 anos

Duração: 50 min

Link para a transmissão: https://youtu.be/WV6hpe95xDk

14h: 3º Seminário de Estudos sobre Teatro para Crianças e Jovens

Sinopse: A professora Márcia Buss Simão, da UFSC, falar sobre Infância no Brasil – Contexto e perspectivas em tempos de pandemia. A outra convidada é a professora Sabrina Moura, doutoranda na Pós-Graduação em Teatro da Udesc, que falará sobre a prática de professores, sua formação e o olhar do artista educador sobre o teatro. Elas abrem o 3º Seminário de Estudos sobre Teatro para Crianças e Jovens. A mediação é do professor Antônio Lauro de Oliveira Góes, da UFRJ, e de Maria Teresinha Heimann, coordenadora do 23º Fenatib, professora mestre em Educação/Teatro. O seminário terá ainda uma homenagem a dois parceiros que faleceram no último ano: Humberto Braga e Carmen Fossari.

Link para a transmissão: https://youtu.be/2Q6O2wZ4LPM

21 de agosto, sábado

10h: Qual é o meu nome Mamãe

Sinopse: Nesta peça, mãe e filho são obrigados a deixar o país de origem em busca de sobrevivência. A história dessa viagem – desde a despedida de casa, passando pela travessia, até a chegada em um novo lugar para morar – é contada pelo olhar genuíno de uma criança. “Qual é o meu nome, mamãe?” é um espetáculo infantil inspirado pelo premiado livro My name is not Refugee, de Kate Milner. O espetáculo, indicado ao Prêmio CBTIJ 2019 nas categorias Melhor Projeção Cênica e Trabalho de Formas Animadas, usa elementos de circo, poesia, teatro de animação e projeção em vídeo mapping.

Autoria: Vida Oliveira

Direção: Vida Oliveira

Grupo: Cegonha – Bando de Criação – Rio de Janeiro (RJ)

Faixa etária: A partir de 4 anos

Duração: 45 min

Link para a transmissão: https://youtu.be/RGXhRtbwSJc

21 de agosto, sábado

14h: 3º Seminário de Estudos sobre Teatro para Crianças e Jovens

Sinopse: o professor mestre Carlos José da Silva, da Furb, e o professor Ernani de Castro Maletta compõem o segundo dia do 3º Seminário de Estudos sobre Teatro para Crianças e Jovens. Carlos palestra sobre elementos da cultura negra no teatro para crianças e jovens no Brasil. Ernani palestra sobre O Corpo das Artes; liberdade expressiva e a redescoberta do sabor do saber. A mediação é do professor Miguel Vellinho, da Unirio, e de Maria Teresinha Heimann, coordenadora do 23º Fenatib, professora mestre em Educação/Teatro.

Link para a transmissão: https://youtu.be/xSpiq-oQjhQ

22 de agosto, domingo

9h55:  A História de Fritz Müller (Lambe-Lambe)

Sinopse: o lambe-lambe A História de Fritz Müller é um regresso a meados do século XIX, durante a colonização de Blumenau, quando Dr. Blumenau recebeu um imigrante alemão que tinha um olhar especial para a flora e fauna da região. Sua fascinação, suas observações e sua história são reveladas nesta breve apresentação de bonecos dentro de uma caixa. Já a peça Juvenal, Pita e o Velocípede vem na sequência do Fenatib 2021 para levar ao universo da memória e de como as pessoas se relacionam com a passagem do tempo, as marcas e impressões deixadas pela infância. Como mote inicial, ao entrar no teatro o público encontra em cena Juvenal, cerca de 40 anos de idade. Ele faz um levantamento de lembranças e de um objeto que fez parte da sua infância e o marcou em definitivo: o velocípede que seu tio construiu especialmente para ele. É a bordo do seu velocípede que ele viveu as maiores aventuras, ao lado de uma grande parceira e amiga, Pita.

A História de Fritz Müller

Autoria: Priscila Gilinski Machado e Rafael Leandro de Souza

Direção: Priscila Gilinski Machado

Faixa etária: A partir de 3 anos

Duração: 3 min

Juvenal, Pita e o Velocípede

Autoria: Cleiton Echeveste

Direção: Cadu Cinelli

Grupo: Pandorga Companhia de Teatro – Rio de Janeiro (RJ)

Faixa etária: A partir de 4 anos

Duração: 55 min

Link para a transmissão: https://youtu.be/OY5oZFmeJcY

22 de agosto, domingo

14h: 3º Seminário de Estudos sobre Teatro para Crianças e Jovens

Sinopse: o artista visual, diretor, ator, marionetista, dramaturgo, cenógrafo e figurinista Osvaldo Gabrieli, do Grupo XPTO-SP, palestra sobre Espaço, Sonoridades e Corpo Cenográfico. Também haverá palestra com o professor doutor Miguel Vellinho, da Unirio, com a palestra O Espetáculo Teatral para Crianças e Jovens. A mediação é do professor doutor Antônio Lauro de Oliveira Góes, da UFRJ, e de Maria Teresinha Heimann, coordenadora do 23º Fenatib, professora mestre em Educação/Teatro.

Link para a transmissão: https://youtu.be/QNUR1sgxwNI

23 de agosto, segunda

9h55: Missiva (Lambe-Lambe)

Sinopse: o lambe-lambe Missiva é inspirado nas garrafas sem destino que navegam pelos mares à procura de alguém que as decifre. Na sequência tem a peça O Garoto que Virou TV, que retrata de forma lúdica e bem-humorada a interatividade humana que se decompõe na presença da tecnologia, justamente criada para o propósito de aproximar vidas. O espetáculo narra a vida de um garoto que de tanto ficar grudado na televisão e conectado às redes sociais, acaba por viver sua própria realidade na TV, transformando os amigos, a família e os colegas de escola em personagens de filmes, séries, desenhos animados, entre outros.

Missiva

Autoria: Mônica Longo e Laura Correa

Direção: Mônica Longo e Laura Correa

Grupo: Cia. Mútua – Itajaí (SC)

Faixa etária: A partir de 7 anos

Duração: 2 min

O Garoto que virou TV

Autoria: Marcelo Renato Silveira

Direção: Altair de Sousa

Grupo: Trupe dos Cirandeiros – Goiânia (GO)

Faixa etária: A partir de 4 anos

Duração: 50 min

Link para a transmissão: https://youtu.be/XVc8ZRzlmfU

23 de agosto, segunda-feira

15h25: A Saudade (Lambe-Lambe)

15h30: Quando a criança era criança

Sinopse: O lambe-lambe A Saudade apresenta um ser solitário que percebe um grande buraco no peito. Buscando a razão de sua solidão numa carta, o boneco se vê entre ficar e partir, entre a espera do retorno e a busca deste motivo, desta pessoa, deste tempo, momento ou lugar que alimentam e saciam esta falta: sua saudade. Na sequência da programação do Fenatib 2021, a peça Quando a Criança era Criança mescla, com nostalgia, o universo fabuloso e sonhador de um garoto que cresceu viajando com uma trupe de teatro, ao dos modernos recursos eletrônicos que invadem a vida das crianças de hoje. Essa fusão de dois tempos diferentes – passado e presente – nos dá a possibilidade de nos comunicar com crianças e adultos. Adultos ainda conservam em si as sensações do seu tempo de criança? Parece que sim. Em algum ponto, a essência do ser permanece intacta. Por isso, o espetáculo se comunica não somente com crianças, mas também com pais e adultos que, de maneira direta ou indireta, atuam no seu desenvolvimento.

A Saudade

Autoria: Pedro Cobra

Direção: Pedro Cobra

Grupo: Santos (SP)

Faixa etária: A partir de 5 anos

Duração: 5 min

Quando a Criança era Criança

Autoria: Letícia Rosa

Direção: Maurício Vogue

Grupo: MKV Produções – Curitiba (PR)

Faixa etária: A partir de 3 anos

Duração: 45 min

Link para a transmissão: https://youtu.be/GixXHap99LA

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

postada em 19/08/2021 15:52 – 35 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook