Deputados destacam participação de Nadal em reunião sobre rodovias


Deputados de vários partidos se manifestaram, durante a Ordem do Dia da sessão desta quarta-feira (18), a respeito da participação do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro de Nadal (MDB), na reunião da Comissão de Infraestrutura do Senado Federal, realizada na terça-feira (17) em Brasília, para discutir a aplicação de recursos do tesouro estadual em obras rodoviárias da União em Santa Catarina. Durante a reunião, o governo catarinense se comprometeu a aplicar mais R$ 100 milhões, além dos R$ 350 milhões já aprovados pela Alesc, para viabilizar os convênios necessários para o uso dos recursos nas duplicações da BR-470 e da BR-280, além da recuperação da BR-163.

Os parlamentares parabenizaram a comitiva, formada pelo deputado Mauro de Nadal, pelo governador Carlos Moisés da Silva (sem partido) e pelo secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira, pela participação na reunião, e elogiaram a atuação dos senadores catarinenses. Os deputados Ivan Naatz (PL), Laércio Schuster (PSB) e Valdir Cobalchini (MDB) também estiveram na reunião.

Nazareno Martins (PSB) parabenizou Nadal pela “boa reunião e o grande projeto” que foi trazido para Santa Catarina. Ricardo Alba (PSL) destacou que a participação do presidente da Alesc ajudou a pôr fim a um impasse político que atrapalhava a aplicação dos recursos. “Quero parabenizar a postura de liderança que o deputado Mauro de Nadal teve ao acompanhar o governo, porque nós do Vale do Itajaí temos a certeza que a duplicação da BR-470 é a pauta mais importante de Santa Catarina.”

Jair Miotto (PSC) afirmou que Legislativo e Executivo catarinense deram mostras “de quem está interessado em resolver as questões e não em fazer politicagem”. Para ele, “hoje o maior problema de Santa Catarina é rodovia. É federal, estadual, municipal. Situação que causa letargia na nossa economia. O contribuinte não está se atendo se o dinheiro sai do governo estadual ou federal, o importante é resolver o problema.”

Fabiano da Luz (PT) destacou a habilidade da comitiva estadual em chegar a um acordo para pôr fim ao impasse. O deputado criticou o governo federal que, segundo ele, “mostrou descaso com Santa Catarina, que mostrou uma vontade de resolver os problemas.”

Silvio Dreveck (PP) apontou que várias lideranças participaram do acordo e destacou a atuação dos senadores Dario Berger (MDB) e Esperidião Amin (PP) nos bastidores, “que fizeram esforço grande para construir junto com a União e o Estado.”

Ismael dos Santos (PSD) destacou o protagonismo de Nadal e o parabenizou pelo êxito no acordo com a União. “Santa Catarina está de parabéns. 40% da economia passam pela BR-470, sem falar da segurança”, disse Ismael, que apelou para o Dnit recuperar os 150 quilômetros de pista simples da BR-470, entre Indaial e Curitibanos. “Está intransitável”, afirmou.

Mauricio Eskudlark (PL) falou sobre a importância da ida da comitiva catarinense a Brasília. “A situação das rodovias é de calamidade pública e precisava de uma solução”, disse.  “Alguns podem dizer que não seria competência do Estado, mas quem está sofrendo são os catarinenses.”

O líder do Governo da Alesc, José Milton Scheffer (PP), ressaltou que a Alesc nunca se furtou a discutir a questão e aprovou o uso dos recursos nas obras federal. Para ele, “o governo, de maneira corajosa, resolveu enfrentar esse problema, com dificuldades às vezes criadas até por questões políticas, por entender que é pertinente e necessário salvar vidas e melhorar nossa economia.”

Dr. Vicente Caropreso (PSDB) elogiou o comportamento da comitiva catarinense, que praticou uma “política de alto nível”. O parlamentar também criticou o governo federal. “Nós tivemos que convencer o ministro a aceitar o dinheiro para a BR-470. Isso me causa uma estranheza muito grande, porque é obrigação do governo federal investir em nossa infraestrutura.”

O presidente da Assembleia afirmou que esteve em Brasília não apenas como chefe do Poder Legislativo, mas como representante dos 40 deputados da Alesc. “Sei do anseio desta Casa para que estas obras aconteçam”, comentou.

Nadal ressaltou que o acordo com a União surgiu “aos 45 minutos do segundo tempo”, quando o governador sugeriu aportar mais R$ 100 milhões na obra da BR-470, cujo projeto para liberação ainda será encaminhado para votação na Assembleia. “Empenhamos a palavra de ter uma tramitação célere. Já faço o apelo para que possamos caminhar juntos nesse projeto também”, disse.

Comente com o Facebook