23º Fenatib terá oficinas nas formas online e presencial


O 23º Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens (Fenatib) contará com oficinas teatrais on-line e presenciais. Está em andamento a oficina ministrada pela professora Sabrina Moura sobre “mediação teatral – formação de professores. Os procedimentos de mediação procuram aproximar o público da cena teatral, criando espaços para a conquista crítica e criativa em relação ao espetáculo.

Mediações teatrais podem ser criadas e praticadas por artistas nos seus projetos ou também por professoras nas atividades em sala de aula. Todo o conteúdo da oficina está vinculado à programação do 23º Fenatib e ministrado antes do início do festival. A carga horária é de 20h, dividida em cinco transmissões programadas de acordo com o cronograma.

A Oficina “Teatro para a Infância: Novas questões” será presencial, com número de participantes limitado a 10 pessoas, admitidas por ordem de inscrição. As palestras serão conduzidas pelo doutor Miguel Vellinho (RJ) e destinam-se a professores, atores e a jovens do ensino médio. Serão 20 horas de oficina, divididas entre estudos e atividades no Cine Teatro Edith Gaertner – Secretaria Municipal de Cultura, de 24 a 26 de agosto.

O texto base para o desenvolvimento do trabalho será “Ogroleto”, e a proposta desta oficina é atualizar as discussões sobre a abordagem de determinadas temáticas para o público infantil, a partir de debate, análise e experimentações cênicas. Em três encontros de três horas cada, a oficina traz novas questões que necessitam entrar na pauta de quem trabalha com a infância. O exercício da reflexão e da troca de experiências pode potencializar o entendimento dos meios de aproximação da criança e as formas de intermediação possíveis.

Em um ambiente que vai valorizar a Internet, neste ano as atrações de palco serão 100% digitais. O festival poderá ser acessado gratuitamente a partir do dia 20 de agosto. Acompanhe todas as atrações no site www.inarti.org.br.

Saiba mais

Oficina Presencial: Teatro para a Infância: Novas questões

Ministrante: Miguel Vellinho (RJ)

Local: Cine Teatro Edith Gaertner – Secretaria Municipal de Cultura

Número de participantes: 10

Público: Jovens de ensino médio, professores e atores

Carga horária: 20h – sendo nove presenciais e 12 horas de estudos

Texto de estudo: Ogroleto

Dias: 24, 25 e 26 de agosto

Horário: 19h às 22h

Link para Inscrição: https://forms.gle/tiXpjyrNkPkV8N2QA

Objetivo: A oficina busca atualizar as discussões sobre a abordagem de determinadas temáticas para o público infantil, a partir de debate, análise e experimentações cênicas. Em três encontros de três horas cada, a oficina traz novas questões que necessitam entrar na pauta de quem trabalha com a infância. O exercício da reflexão e da troca de experiências pode potencializar o entendimento dos meios de aproximação da criança e as formas de intermediação possíveis.

Ministrante: Miguel Vellinho é doutor e mestre em Artes Cênicas e professor do curso de licenciatura em teatro da Unirio. Fundou o Grupo Sobrevento e desde 1990 ministra oficinas e palestras, publicando artigos no Brasil e Exterior. Em 1999 fundou a Cia. PeQuod Teatro de Animação, hoje com um repertório sólido de peças premiadas entre elas: O Velho da Horta (2002), Filme Noir (2004), Peer Gynt (2006), A chegada de Lampião no inferno (2009), Marina e Marina, a sereiazinha (2010), Peh Quo Deux (2014), A feira de maravilhas do fantástico Barão de Münchausen (2015) e A última aventura é a morte (2018). Curador da Mostra Internacional de Teatro de Animação, organizada pela Cia. PeQuod. Miguel Vellinho já realizou uma leitura dramática da obra inédita Petit Pierre, de Lebeau, em 2012, durante o Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens – FIL 2012 e em 2015 estreou em Fortaleza (CE) a obra Ogroleto, da mesma autora, com a companhia teatral Pavilhão da Magnólia.

Oficina online: Mediação Teatral – Formação de professores (em andamento)

Ministrante: Sabrina Moura

Carga Horária: 20h

Público: Professores

Horário: 19h às 21h

Objetivo: Proporcionar aos professores experiência de busca e democratização artístico-pedagógicos com foco na mediação teatral.

Ministrante: Sabrina Moura é atriz, professora e pesquisadora de teatro. É mestre em teatro (UDESC/2019), especialista em Filosofia Contemporânea (FACEL/2017) e bacharel em teatro (FURB/2008). Atua na área teatral desde 1996.

Oficina de Malabares

Prática de malabares para crianças e jovens

Ministrantes: Beto Malabares e Rosinha Walter

Método: o vídeo gravado será enviado por e-mail aos inscritos

Carga Horária: 20h

Horário: Livre

Link para inscrição: https://docs.google.com/forms/d/1O0Z82oGrpGHxXFl16tOi0yCpPM9NjHPkOSpUCuU6Epo/edit

Objetivo: Proporcionar às crianças e jovens uma experiência prática com materiais reciclados, buscando sensibilizá-los na preservação do meio ambiente, além da criação e prática no manuseio de malabares construídos com materiais reciclados.

Ministrantes: Beto Malabares e Rosinha Walter. O Grupo Beto Malabares surgiu em 2002, quando participou da montagem do espetáculo, O Incrível Ladrão de Calcinhas, construindo a estrutura de sustentação de bonecos para o Grupo Trip Teatro de Animação. A partir deste trabalho, passou a pesquisar sobre a arte  de marionetes até 2003. Em 2004, começou a praticar malabares para desenvolver a coordenação motora. Logo depois montou seu espetáculo para apresentar em escolas e festivais. Desde 2005 o grupo trabalha com teatro de bonecos, oficinas de reciclagem, malabares e marionetes. Atualmente está em cartaz com os espetáculos “Brincando com lixo” e “Show musical de marionetes”. O espetáculo apresenta referências empíricas do uso e manipulação do boneco e contempla um novo olhar sobre a confecção dos personagens.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

postada em 16/08/2021 16:23 – 2 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook