Livro ‘As Matrioskas’ é mais um dos projetos aprovados pela Lei Aldir Blanc em Criciúma


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

O livro As Matrioskas, escrito pela professora Cristiane Dias da rede estadual de ensino, foi contemplado pela Lei Aldir Blanc no edital n°002/2020 da Fundação Cultural de Criciúma. A proposta do projeto é a produção de mais exemplares do livro, que foi doado para a Secretaria Municipal de Educação.

A história já havia sido criada há mais tempo. “Eu escrevi o livro em 2019. Quando teve a Aldir Blanc, eu quis adquirir mais exemplares para distribuir para as escolas daqui de Criciúma”, afirmou a professora Cristiane Dias. “Esse tipo de incentivo para a cultura, é muito importante, porque assim, os alunos vão ter acesso ao meu livro. Isso faz o trabalho do artista da cidade circular”, ressaltou a professora.

O livro é direcionado para o público juvenil. “As ‘Matrioskas’ faz um apanhado de um pouco de tudo que eu fui vivenciando ao longo dos meus 20 anos como professora”, contou Cristiane. “A história é fictícia e tem um viés de que a gente tem que prestar atenção nas amizades e em quem a gente confia, porque podemos confiar em alguém que acabe nos levando para o mal caminho”, completou a professora

 

O projeto foi aprovado na categoria individual do edital, no valor de R$3 mil. “A distribuição de livros para a Secretaria de Educação, está sendo feita em diversos projetos. As Matrioskas é mais um desses livros, que podem ser usados dentro de sala de aula e valorizar a cultura da leitura”, declarou o presidente da fundação cultural, Zalmir Casagrande.

 

 

Comente com o Facebook