Deputados enaltecem papel dos legisladores municipais


A importância do papel do vereador foi enaltecida durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (12). A realização do Seminário Estadual pela União dos Vereadores de Santa Catarina (Uvesc) na sede do Parlamento catarinense, nesta semana, motivou o pronunciamento dos parlamentares, que enfatizaram a necessidade de formação técnica para o bom desempenho das atividades dos legisladores municipais.

“O vereador é o político que está mais próximo do eleitor, do cidadão, é ele quem recebe as demandas iniciais da comunidade”, disse o deputado Mauricio Eskudlark (PL). Ele destacou que boa parte dos componentes das câmaras de vereadores iniciou o mandato em 2021, por isso as atividades de qualificação oferecidas pela Uvesc têm um papel importante na formação dos novos legisladores. Eskudlark relembrou que iniciou sua carreira política como vereador e exerceu dois mandatos no município de São Miguel do Oeste.

O deputado Ricardo Alba (PSL) também parabenizou a Uvesc e seu presidente, Anderson Guzzatto, bem como o corpo executivo da entidade, pelo esforço para concretização do seminário. A realização do evento na Assembleia Legislativa, na opinião dele, contribui para aumentar a proximidade dos legisladores municipais com o Parlamento, pois facilita o contato com os deputados. “É fundamental a vereança. A gente dá a devida importância ao município quando passa por um cargo municipalista”, disse. Alba afirmou que o vereador exerce o cargo eletivo mais importante da estrutura democrática. “É importante que todos nós da classe política reconheçamos a figura do vereador como fundamental na democracia e na república brasileira.”

Na mesma linha, o deputado Jair Miotto (PSC) parabenizou todos os vereadores “que estão se especializando e se qualificando para melhorar o seu trabalho no legislativo municipal”.

Valorização dos policiais civis
Mauricio Eskudlark afirmou que a Polícia Civil precisa saber valorizar melhor os seus agentes, tal como ocorre na Polícia Militar. Ele exemplificou citando a situação de policiais que participaram de ação contra uma tentativa de assalto a banco em São João Batista, em 2017. Naquela ocasião, um delegado e um policial foram baleados, alguns assaltantes foram presos e três foram mortos em confronto. Os dois agentes levaram meses para se recuperar dos ferimentos e um processo de promoção foi aberto para valorizar esses servidores, que fizeram mais do que a sua obrigação, conforme analisou o deputado. No entanto, o processo de promoção foi arquivado.

Por outro lado, a Polícia Militar homenageou esta semana policiais que atenderam o assalto a banco em Criciúma, ocorrido em novembro de 2020. Nesse episódio, todos os assaltantes fugiram e a prisão posterior de vários deles resultou do trabalho de investigação da Polícia Civil, segundo Eskudlark. O deputado disse que a PM sabe valorizar mais os seus quadros e defendeu que haja menos discrepância na defesa e valorização dos policiais civis, sob pena de desmotivação.

Comente com o Facebook