Pesquisa feita com pacientes diabéticos alerta para necessidade de exames preventivos


Uma pesquisa desenvolvida com pacientes atendidos no Núcleo de Atenção em Diabetes (NAD) para um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) foi apresentada no Congresso Catarinense de Endocrinologia e Metabologia (CCEM), que aconteceu em julho. O estudo que analisou os reflexos do Diabetes Mellitus que pode provocar inflamações e até amputação dos pés, foi premiado com o segundo lugar no CCEM 2021.

Os autores da pesquisa foram os acadêmicos Bernardo Przysiezny, Bruno Wiethorn e o médico endocrinologista Fulvio Thomazelli, com o apoio dos enfermeiros Felipe Vigarani e Maytê Possamai que atuam no serviço disponibilizado gratuitamente pela Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus). Por ser considerada uma Unidade Docente Assistencial (UDA) o Núcleo de Atenção em Diabetes (NAD) recebe acadêmicos em período de formação e permite essa integração para ensino e pesquisa.

Durante a pesquisa foram analisados os reflexos do Diabetes Mellitus na pisada, no equilíbrio e na distribuição de pressão nos pés em pessoas com e sem alteração da sensibilidade plantar. Acadêmicos e orientadores perceberam que 55% das pessoas com alteração da sensibilidade dos pés possuem menor controle no equilíbrio e mais oscilações com distribuição de pressão na parte anterior dos pés – local mais frágil e suscetível a lesões. Cerca de 90% dos pacientes apresentaram pressão na pisada na parte lateral dos pés quando comparado ao grupo sem alteração de sensibilidade.

Segundo o médico endocrinologista e orientador da pesquisa, Dr. Fulvio Thomazelli  a conclusão aponta para a importância de exames preventivos e acompanhamento regular com especialista. “Tudo isso reforça a importância do controle glicêmico e exame do pé anualmente. A lesão ocasionada pelo diabetes representa risco para o desenvolvimento de feridas e amputações nessa população”, ressalta o profissional do NAD.

Os pacientes com Diabetes Mellitus devem fazer consulta de avaliação dos pés anualmente em sua unidade Estratégia Saúde da Família (ESF) ou Ambulatório Geral (AG) para verificar alteração na sensibilidade dos pés.  O serviço de atenção básica do município é responsável pelo encaminhamento do paciente ao NAD para que seja providenciado o calçado terapêutico, viabilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Desde o começo deste ano, mais de 370 usuários já foram beneficiados.

Núcleo de Atenção em Diabetes (NAD)
O NAD tem como objetivo disponibilizar atendimento interdisciplinar especializado para pessoas com diabetes mellitus descompensado. Em 2019, o serviço atendeu cerca de 3,5 mil pacientes por mês, média que subiu para 4 mil em 2020 mesmo com a pandemia de Coronavírus. Em 2021, já foram feitos 4,2 mil atendimentos mensais até o mês de junho.

Para receber o atendimento, o paciente deve ser encaminhado por sua unidade de saúde de referência – Estratégia Saúde da Família (ESF) ou Ambulatório Geral (AG). O NAD oferece assistência médica, psicológica, de enfermagem e nutricional, com o objetivo de diminuir significativamente o desenvolvimento de patologias e complicações decorrentes do diabetes.

Assessor de Comunicação: João Vitor Korc

postada em 10/08/2021 15:22 – 41 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook