Vacinação em SC: Estado mantém projeção de vacinar toda a população adulta até o fim de agosto


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Está mantida a previsão do Calendário Estadual de Vacinação contra a Covid-19 de aplicar, ao menos a primeira dose da vacina em toda a população adulta, com 18 anos ou mais, até o dia 31 de agosto. Para isso devem ser entregues pelo Ministério da Saúde 900 mil doses ao longe deste mês, de acordo levamentamento da Secretaria da Saúde.

“Desde o começo da campanha, em janeiro, nos comprometemos em entregar as doses no menor tempo possível aos municípios e assim continuamos fazendo. A população também precisa estar comprometida, comparecer aos postos de vacinação e retornar para a segunda dose. Só assim vamos avançar no enfrentamento ao coronavírus”, ressaltou o governador Carlos Moisés.

O superintendente de vigilância em saúde, Eduardo Macário, explica que apesar das irregularidades nas entregas de vacinas, por parte do Ministério da Saúde, a previsão é que o estado receba a partir de agora, por semana, aproximadamente 300 mil doses, quantitativo suficiente para vacinar toda a população adulta. “Se o Ministério seguir essa projeção, como esperado, o calendário será cumprido sem prejuízo algum. No entanto, qualquer eventual mudança nesse cronograma, por parte do Ministério, pode afetar o cumprimento”, assinala o superintendente.

Nesta segunda-feira, 9, o estado recebeu duas novas remessas de vacinas, totalizando 167.690 doses. Deste total, 140.590 serão encaminhadas para os municípios entre terça e quarta-feira para a aplicação da primeira dose. A expectativa é que até sexta-feira, 13, novas remessas cheguem ao estado.

Macário enfatiza que essa deve ser a dinâmica a partir de agora; o recebimento de duas remessas, por semana, com aproximadamente 150 mil doses cada, totalizando 300 mil por semana.


Doses recebidas nesta segunda-feira, em Florianópolis – Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

:: Mais fotos da chegada no álbum 

Campanha continua após o fim de agosto 

A Campanha de Vacinação contra a Covid-19 não acaba após o fim de agosto. Ao longo dos meses seguintes será dada continuidade à vacinação da população adulta e também dos grupos prioritários com a aplicação da segunda dose, bem como será iniciada a vacinação em uma nova população, a dos adolescentes com idade entre 12 e 17 anos com as vacinas autorizadas pela Anvisa.

Mais uma vez, Macário reforça a necessidade da aplicação da segunda dose para que população esteja devidamente protegida, principalmente, contra as variantes. “Somente com parcela expressiva da população vacinada, com duas doses, vamos poder reduzir a circulação do vírus, das variantes e evitar que a população catarinense evolua para formas graves da doença, necessite de hospitalização e, até mesmo, venha a óbito”, ressalta o superintendente.

Levantamento realizado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) nesta segunda-feira, 9, mostra que 147.031 pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 não retornaram, no tempo adequado, para tomar a segunda dose. Deste total, 84.056 são de pessoas vacinadas com a AstraZeneca e 62.975 de pessoas vacinadas com a Coronavac. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SiPNI), do Ministério da Saúde.

Informações adicionais para a imprensa:
Amanda Mariano
Bruna Matos
Patrícia Pozzo
NUCOM – Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: [email protected]
www.dive.sc.gov.br
www.instagram.com/divesantacatarina
www.facebook.com/divesantacatarina

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook