Acolhimentos da Abordagem Social no mês de julho


A Abordagem Social, da Prefeitura de Balneário Camboriú, acolheu 366 pessoas em situação de vulnerabilidade social no período de 1º a 31 de julho. Através do mutirão “Não dê esmolas, dê oportunidades”, foi possível contabilizar que 114 pessoas entre os acolhidos em julho nunca receberam atendimento da equipe. Do total, foram cedidas 74 passagens rodoviárias e encaminhadas 40 pessoas para empregos e 23 para internações em centros terapêuticos.

Durante os dias de frio intenso registrados no final do mês de julho, a Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social do município abriu um abrigo emergencial anexo a Casa de Passagem do Migrante que forneceu dormitórios, alimentação, apoio psicológico e assistência social aos moradores de rua. De acordo com levantamentos da Abordagem Social, em média as pessoas acolhidas ficaram 4 dias abrigadas.

Os dados também mostram que nem todos os acolhidos são de Balneário Camboriú. A maior parte é de Santa Catarina (27%), Paraná (25%) e Rio Grande do Sul (11%), e estão na cidade só de passagem.

A Abordagem Social faz acolhimento de pessoas em vulnerabilidade em todos os bairros da cidade, 24 horas por dia, e atende no telefone (47) 98839-7075 ou pela central no 156. É possível solicitar abrigo na Casa de Passagem, na BR-101, km 130 – Bairro Várzea do Ranchinho, ou na Secretaria de Inclusão Social, na Rua 2.850, nº 303.

__________________
Informações adicionais:

Diretoria de Comunicação
Estagiário de Jornalismo: Lanume Weiss
(47) 3267-7022

    www.instagram.com/prefeituradebc       

Comente com o Facebook