Comissão de Trabalho acata reserva de vagas para mulheres em vulnerabilidade


A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público apresentou, na manhã desta quarta-feira (4), parecer favorável ao Projeto de Lei (PL) 309/2020, que estabelece reserva de vagas para mulheres em situação de vulnerabilidade econômica decorrente de violência doméstica, nos editais de licitação que visem à contratação de empresas para a prestação de serviços no âmbito da administração pública estadual.

De acordo com o texto, de autoria do deputado Ismael dos Santos (PSD), o percentual mínimo deverá ser de 5% das vagas, restritas a contratos que envolvam 30 ou mais trabalhadoras e desde que seja atendida a qualificação profissional necessária.

Os deputados seguiram o relatório favorável pela aprovação do deputado Julio Garcia (PSD). A deputada Paulinha (sem partido) fez uso da palavra e parabenizou o autor do projeto e o seu relator.  Com a decisão, a matéria segue para a análise da Comissão de Direitos Humanos.

Portas eletrônicas de segurança
Também sob a relatoria de Julio Garcia, foi aprovado o PL 136/2021, do ex-deputado Jean Kuhlmann. A matéria objetiva alterar a Lei nº 10.501, de 1997, que dispõe sobre normas de segurança para o funcionamento de estabelecimentos financeiros como a instalação de portas eletrônicas de segurança individualizada. O texto segue agora pra deliberação em plenário.

Dia Estadual do Terceiro Setor
Por fim, foi acatado o PL 68/2021 de autoria da deputada Paulinha, que visa instituir o Dia Estadual do Terceiro Setor, a ser celebrado em 31 de julho.

O Terceiro Setor é o conjunto de entidades da sociedade civil com fins públicos e não lucrativos, conservados pela ênfase na participação voluntária em âmbito não governamental.
A matéria teve o relatório favorável à sua aprovação por parte do deputado Sargento Lima (PL) e segue agora para a apreciação em plenário.

Comente com o Facebook