Referência em atendimento para Covid-19, Blumenau vai receber Central Pós-Covid


Na tarde desta segunda-feira, dia 2, o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt assinou junto ao Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí (CISAMVI), um convênio para criação do Ambulatório Referência para Casos Pós-Covid-19. O espaço, que atenderá Blumenau e outros 14 municípios da Associação de Municípios do Vale Europeu (AMVE),
 que apresentem pacientes com algum tipo de sequela, será estruturado no Hospital da Universidade Regional de Blumenau (Furb), localizado no bairro Fortaleza Alta.

A expectativa é de que o atendimento inicie já no dia 16 de agosto. No local, as equipes multidisciplinares irão cadastrar e monitorar os pacientes considerados recuperados e que apresentam sequelas relacionadas a doenças pulmonares – podendo ocasionar fraqueza respiratória e sequelas cardíacas – que podem levar a sintomas como arritmias. O acompanhamento destes pacientes visa minimizar complicações de outras doenças que podem ser afetadas por essas sequelas. O investimento anual do Consórcio de Municípios será de R$ 1 milhão.
 

A assinatura do convênio foi comemorada pelo prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt: “Desde o início da pandemia nos preocupamos com o imediato, que era salvar vidas, mas nunca deixamos de pensar e trabalhar com o que viria depois, como as conseqüências na economia, na educação e na própria saúde pública. O projeto do Ambulatório Pós-Covid-19 é um exemplo disso. Discutimos ele desde o ano passado na Prefeitura de Blumenau, buscando garantir o tratamento adequado para os afetados pelo Coronavírus após o término do isolamento. É um momento de felicidade para a saúde de Blumenau e fico feliz em podermos dividir esse projeto com outros municípios da região. Um trabalho que sempre buscamos fazer em conjunto na pandemia, trabalhando pelo que é mais importante, que são as pessoas”, afirma.

Atendimento
O Ambulatório Referência para Casos Pós-Covid-19 terá capacidade para atender 65 novos pacientes todos os meses, além de executar 915 procedimentos mensais como consulta médica em atenção especializada, fisioterapia, exames complementares, atividade educativa em grupo para cuidadores, familiares e pacientes, atendimento em psicoterapia de grupo para pacientes e eletrocardiograma, espirometria ou prova de função pulmonar completa com broncodilatador.

A vice-prefeita de Blumenau, Maria Regina Soar, que coordenou os trabalhos de estruturação do Ambulatório junto à Furb, explica que o trabalho de atendimento ofertado aos pacientes será integral: “Teremos uma equipe multidisplinar com médicos, enfermeiros e fisioterapeutas que farão a avaliação e encaminhamento tanto para o atendimento da reabilitação física quanto de outras áreas, como neurologia, cardiologia, entre outros, o que garante atendimento completo aos nossos pacientes”, esclarece.

O agendamento das consultas e exames será feito por meio do Sistema de Regulação, de acordo com o estabelecido na Política Nacional e Estadual de Regulação. A solicitação para acompanhamento deverá ser feita na unidade de saúde de referência do usuário morador de uma das cidades que integram o convênio. A prescrição de medicamentos também vai seguir a Política Nacional de Medicamentos, respeitando os limites da REMUME de cada município.

Casos graves terão prioridade
Entre os pacientes que devem ter prioridade no atendimento são aqueles que estiveram internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou em enfermaria. Na seqüência da fila aparecem pessoas que precisaram de atendimento nos Prontos Atendimentos dos hospitais e por fim, quem não precisou de internação mas apresenta sequelas.

postada em 02/08/2021 19:07 – 26 visualizações

Fotos

Comente com o Facebook