Santa Catarina dá passo importante para construções públicas ainda mais inteligentes


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News
Imagem: Divulgação/SIE

O governo do Estado de Santa Catarina deu um passo importante em direção à inovação e à otimização de obras públicas. Foi sancionado pelo governador Carlos Moisés da Silva o decreto que institui a Estratégia Estadual de Implantação e Disseminação do Building lnformation Modelling em Santa Catarina (Estratégia BIM SC) – Infraestrutura Digital. O objetivo é que a metodologia BIM, reconhecida no mundo como revolução na engenharia e na arquitetura, seja adotada, no futuro próximo, em todos os projetos licitados no Estado, seja para obras civis ou de infraestrutura.

Por meio da adoção do BIM, os projetos de arquitetura e engenharia ganham um novo fluxo durante seu desenvolvimento. Os processos se dão de forma coletiva e interdisciplinar, reunindo as  informações em um único modelo, trazendo mais efetividade na compatibilização e nas estimativas dos custos das obras. Além disso, a modelagem possibilita a redução de perdas e desperdício ao longo da construção, permitindo inclusive que haja um planejamento preciso para manutenção dos bens públicos. Na prática, a tendência é que a metodologia BIM resulte em obras mais funcionais ao usuário final e em mais economia ao Estado, por minimizar erros, facilitar e agilizar a execução das obras.
 
“A modelagem BIM é aclamada por especialistas como a revolução mundial da construção inteligente. Muito embora países como Espanha, Estados Unidos, Canadá e Holanda  já tenham adotado como regra em obras públicas, no Brasil o processo ainda está mais lento. Mais uma vez, Santa Catarina saiu na frente. Estamos entre os primeiros a adotar a estratégia de implantação e disseminação do BIM”, comemorou o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, que também assina o decreto.
 
 Pioneirismo catarinense
O estado foi um dos pioneiros na elaboração de um Caderno de Especificações de Projetos em BIM, usado atualmente como padrão em licitações BIM. Também foi elaborado o Caderno de Encargos de Projetos em BIM e CAD, além de diversos guias básicos de softwares. O objetivo da regulamentação é estruturar internamente as equipes técnicas, por meio de treinamentos e mudança de fluxos e equipá-los com ferramentas necessárias, para que até o final de 2022 pelo menos 40% das obras sejam licitadas em BIM.
 
 O prazo de transição é importante porque, segundo a coordenadora de Modelagem da Informação na SIE, arquiteta Lauren  Salla, exige uma mudança de cultura no serviço público, uma verdadeira virada de chave, que não acontece do dia para a noite. “É um amadurecimento que não envolve apenas tecnologia, compra de softwares e sistemas. Exige a participação dos servidores e a mudança nos processos internos. Estamos trabalhando para que o BIM seja o novo padrão de contração. Temos certeza que a adoção gradativa da metodologia trará um enorme impacto positivo para as obras do Estado”, explicou a coordenadora.
 
A Estratégia implementada em Santa Catarina segue as diretrizes da Estratégia BIM BR, implementada pelo Governo Federal em 2018.
 
Conheça alguns objetivos da estratégia instituída pelo decreto 1370/2021:
– Difundir os benefícios da adoção e estruturar o Estado e promover as mudanças necessárias para a adoção da modelagem BIM;
 
– Promover a capacitação em BIM na esfera pública estadual;
 
-O decreto também institui o Comitê Técnico da Estratégia BIM SC (CT-BIM SC), com o intuito de implementar a Estratégia BIM SC e gerenciar suas ações.

 

Mais informações para imprensa:
Bianca Backes
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-84148268
[email protected]

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook