Saúde conta com Centro de Informações Estratégicas


Chapecó conta com um Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), desde fevereiro, que nesta segunda recebeu a visita de sete técnicos do Ministério da Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde e da Diretoria de Vigilância Epidemiológica e do Laboratório Central.

O CIEVS é coordenado pela médica Aldarice Pereira da Fonseca e conta com uma apoiadora do Ministério da Saúde, Adriana Hilleshein. Funciona junto à Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Chapecó.

Adriana destacou que o CIEVS foi criado em capitais, áreas de fronteira e municípios estratégicos, como Chapecó, que é um polo agroindustrial.

“O objetivo é acompanhar dados e fazer o monitoramento de informações estratégicas em saúde, como na pandemia da Covid, dengue e rumores de infestação. Também atua em casos climáticos, como a vinda de frente fria que está ocorrendo nesta semana, em parceria com Assistência Social e Defesa Civil para evitar óbitos”, disse Adriana.

Um exemplo foi no início de abril, quando o CIEVS informou sobre a existência de três cepas variantes da Covid em Chapecó.

O CIEVS reúne representantes das Vigilâncias em Saúde, Epidemiológica, Sanitária e Ambiental, entre outros. O próximo passo será criar um Comitê Municipal de Resposta às Emergências em Saúde Pública.

Adriana disse que esse é um comitê diferente da Defesa Civil, que cuida mais de desastres. Mas, que também precisa preparar as estruturas para o caso de situações como acidentes com ônibus, o que já ocorreu na região.

“A vinda dos profissionais do Ministério da Saúde e do Estado serviu para alinharmos os protocolos de ação, para que estejamos preparados para agir conforme cada situação”, complementou Adriana.

Comente com o Facebook