Gestores debatem projeto a ser apresentado à Secretaria de Saúde


Presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Catarinense, deputado Zé Milton participou da reunião dos diretores hospitalares da AHESC e FEHOSC que teve como objetivo definir o projeto de adequação da Política Hospitalar Catarinense, para que seja incluído os 32 hospitais que ficaram fora no projeto em 2019, dentre outras demandas.

A proposta definida nesta terça-feira (20), será apresentada amanhã (21) ao secretário de Estado da Saúde André Motta, no encontro com técnicos da Saúde, presidentes da AHESC e FEHOSC e deputado Zé Milton, para ser debatida.

A previsão orçamentária para a Política Hospitalar Catarinense é de R$ 300 milhões, que são distribuídos de acordo com a produtividade das entidades de Saúde, seguindo as normas técnicas definidas.

“Tivemos um grande avanço em 2019 com a Política Hospitalar Catarinense, agora estamos trabalhando para adequá-la, de forma que todos os hospitais sejam beneficiados, e assim garantir o melhor atendimento de saúde a todos os catarinenses.

Estavam no encontro os presidentes da FEHOSC Ir. Neusa L. Luiz, da AHESC Altamiro Bittencourt, deputado Zé Milton e diretores dos Hospitais associados.

Comente com o Facebook