“A reforma da previdência perversa com o servidor público”, analisa Ivan Naatz


“O governo estadual se aproveitou do momento de fragilidade causado pela pandemia e agiu com muita velocidade neste projeto de reforma da previdência. Ela é necessária, mas não pode ser perversa com o servidor público que é o responsável pelos serviços de excelência que destacam Santa Catarina em todo o país”, analisou deputado Ivan Naatz, líder da bancada do PL, após participar da audiência pública desta segunda-feira ( 19), que reuniu representantes do governo, do Iprev e de 31 entidades tanto sindicais quanto empresáriais no plenário da Alesc para debater o tema.

Naatz disse que existem muitos “equívocos ” a serem corrigidos no projeto do governo, principalmente com relação a direitos adquiridos e garantia de transição para as mudanças em setores estratégicos como educação, saúde , segurança pública e do judiciário . Ele defendeu a necessidade de ampliar o debate interno entre os parlamentares sobre os pontos mais polêmicos antes da votação final em plenário e que a bancada do PL já está preparando emendas neste sentido.

“Acredito também que o governo terá a sensibilidade em contribuir para promover os ajustes necessários, afinal é o trabalho e a dedicação do servidor público que garante a boa arrecadação do estado e  deve ter assegurado o mínimo de  qualidade de vida e direito a uma  aposentadoria justa” , observou.
 

Comunicação Gabinete 

Comente com o Facebook