Três propriedades do Produtor de Água foram vistoriadas nesta semana


A semana foi de vistorias do Produtor de Água do Rio Camboriú e com auxílio de drone, a equipe visitou três propriedades na localidade dos Caetés e Vila Conceição. Além de verificar se os proprietários seguem cumprindo os requisitos que contribuem com conservação da bacia hidrográfica do Rio Camboriú, foi feita a coleta de água nas propriedades para verificar a qualidade do líquido.

Uma das propriedades vistoriadas foi de José Rodolfo Bernardes com 641,13 hectares, destes estão inseridos no projeto 461 hectares área de conservação e 23,21 hectares de restauração. A segunda propriedade pertence a Volnei Corsani e de 24,55 hectares, inseriu no projeto 8,92 hectares de conservação; e terceira propriedade vistoriada foi de Erasmo da Silva com área total de 17,21 hectares, e 10 ha de conservação inseridos no programa.

De acordo com a engenheira Ambiental, Rafaela Comparim Santos, as propriedades visitadas seguem cumprindo os requisitos estabelecidos, estando aptas a receberem o auxílio por praticarem ações que contribuem com a bacia hidrográfica do Rio Camboriú. “Sobre a coleta de água, encaminhamos para análise no laboratório e caso alguma propriedade apresente parâmetros fora do recomendado, a equipe procura identificar a causa e orientar os proprietários em qual ação tomar”, menciona a responsável, destacando que as coletas por meio da parceria com a Empresa Águas de Camboriú, é mais um benefício aos proprietários, mas não é uma condicionante para aprovação do pagamento. “Para aprovação do pagamento verificamos as áreas conservadas e em processo de restauração”.

Sobre o Produtor de Água

O Produtor de Água do Rio Camboriú foi criado pela Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA) em 2009, inspirada pelo Programa Produtor de Água da Agência Nacional de Águas (ANA) e por experiências internacionais. A iniciativa destina parte dos recursos da arrecadação anual, para a conservação e recuperação da bacia hidrográfica do Rio Camboriú, incentivando proprietários rurais a adotarem práticas conservacionistas em suas propriedades. O projeto conta atualmente com 23 propriedades parceiras e possui 1.086 hectares de área conservada, além de 70,97 hectares em processo de restauração.


EMASA
(47) 3261-0000

Diretoria de Comunicação
Jornalista Renata Furlanetto
Foto: Divulgação EMASA

www.instagram.com/prefeituradebc 

FOTOS

Comente com o Facebook