Bombeiros militares de Palhoça recebem moção de aplauso


Os sargentos da 2ª Companhia do 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar, em Palhoça, Evandro Dilmar Botelho e Vilson Olímpio de Espindola, foram homenageados, na tarde desta quarta-feira (14), pela Assembleia Legislativa com moção de aplauso aprovada pelos parlamentares. O ato foi uma iniciativa do deputado Coronel Mocellin (PSL).

Prestigiou o evento o comandante da companhia, tenente Gabriel Laurentino Schmitt. No dia 30 de junho deste ano, um homem de 20 anos, armado com uma pistola 380 carregada, tentou assaltar uma loja de celulares em Palhoça, que fica ao lado de um quartel do corpo de bombeiros. A vítima acabou entrando em luta corporal com o assaltante e gritou por socorro. Imediatamente os sargentos conseguiram imobilizar, retirar a arma e prender o criminoso.

Posteriormente foi acionada a Polícia Militar para os devidos procedimentos de prisão em flagrante. “Mesmo com o sério risco de serem feridos ou mortos os bombeiros não pensaram duas vezes para salvar a vítima. Isso, claro, faz parte do trabalho de todo militar, que é proteger a sociedade. Mas é preciso valorizar e reconhecer esses heróis”, destacou o deputado, que é coronel da reserva do Corpo de Bombeiros Militar de SC, com mais de 36 anos de trabalho prestado.

Mocellin ressaltou que foi uma ação diferenciada o que os sargentos realizaram ao deter o assaltante. “Deixar bem claro que os bombeiros trabalham desarmados e colocaram a vida em risco, cumprindo com a missão de proteger as pessoas de bem.”

Os dois sargentos destacaram a importância da homenagem prestada pela Assembleia Legislativa e pelo deputado Coronel Mocellin. “É um reconhecimento e engrandece a nossa missão de salvar vidas. Muito importante essa homenagem”, observou sargento Botelho. “Para nós foi uma coisa diferente, mas graças a Deus deu tudo certo. É muito importante essa homenagem”, completou o sargento Espíndola.

Comente com o Facebook