Governo municipal encaminha para a Câmara projeto de lei da Reforma Administrativa


O projeto de Lei Complementar da Reforma Administrativa da Prefeitura Municipal será encaminhado nesta terça-feira para a Câmara de Vereadores. Serão extintas cinco secretarias, cinco diretorias e 12 gerências.

“O objetivo é reduzir o tamanho do governo, otimizar serviços e fazer economia para investir em obras e atendimento ao cidadão”, disse o prefeito João Rodrigues.

Na prática algumas medidas já foram adotadas no início da gestão, como pro exemplo o não preenchimento de cargos de secretários de Esportes, Cultura, Comunicação, Mobilidade Urbana e Desenvolvimento Econômico.

Com a reforma as pastas de Esportes e Cultura viram Fundações, com o objetivo de facilitar a captação de recursos. Desenvolvimento Econômico virou diretoria, assim como a Secretaria de Defesa do Cidadão e Mobilidade, que virou Diretoria de Segurança Pública. A Secretaria de Comunicação passa a ser Assessoria de Comunicação.

Uma superintendência de Agricultura deixa de existir mas, em compensação, além de manter a Secretaria de Desenvolvimento Rural, será criada a superintendência do distrito de Marechal Bormann, com o objetivo de descentralizar a aproximar serviços.

Outra mudança é que a Secretaria de Desenvolvimento Urbano passa a ser denominada Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento.

Agora o projeto vai passar por apreciação do legislativo. Foi solicitada urgência na tramitação.

Comente com o Facebook