Praça do Congresso e Praça Nereu Ramos devem ser revitalizadas com foco em acessibilidade e segurança


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

A Praça Nereu Ramos e a Praça do Congresso deverão ser revitalizadas com foco em acessibilidade, conforto e segurança para moradores e visitantes. As duas praças estão localizadas no centro de Criciúma e as obras estão incialmente orçadas em R$ 3 milhões. A licitação para contratação da empresa que irá desenvolver os projetos e os serviços, já está em andamento. Na manhã deste sábado (10) o prefeito Clésio Salvaro, o deputado federal, Daniel Freitas, e a equipe técnica da Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana do Município, fizeram uma visita técnica aos locais, e também definiram os próximos passos para viabilizar os recursos financeiros, que devem vir do Governo Federal, por meio de emenda parlamentar do deputado. 
 
“As duas praças são dois cartões postais e a revitalização vai trazer mais mobilidade e ampliar as áreas de lazer, como os parques que estão chegando em todas as regiões da cidade. Parcerias como esta, com o deputado Daniel, auxiliam nosso trabalho e comprovam o interesse comum, que é a qualidade de vida da população”, destacou o prefeito Clésio Salvaro. 
 
Segundo o deputado Daniel Freitas, é mais uma conquista para a região. “Estes recursos irão viabilizar mais duas áreas de grande importância para a promoção de dinâmica social, econômica, cultural e esportiva em Criciúma. A exemplo do Skate Park Criciúma, são áreas que refletem e melhoram a convivência. Os criciumenses poderão contar com segurança e acessibilidade para passear com a família, com seus pets e praticarem atividades físicas”, enfatizou o deputado.
 
De acordo com o secretário-geral de Criciúma, Vagner Espíndola Rodrigues, na próxima terça-feira (13), “a equipe do deputado Daniel agendou uma reunião com o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, e com a ministra da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda, para solicitar agilidade na disponibilização dos recursos”.
 
 

Comente com o Facebook