Plantio de cereais de inverno avança na Serra catarinense


Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

Com o apoio do Governo do Estado, Santa Catarina pretende ampliar em 20 mil hectares a área plantada com cereais de inverno, reduzindo a dependência de milho e os custos de produção de carnes e leite. Na Serra catarinense, os produtores já começaram o plantio e estão confiantes com a safra. Nesta sexta-feira, 9, o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, esteve em Palmeira acompanhando a semeadura de trigo na propriedade do Heleno Fiabane, associado da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil).

“Tradicionalmente em Santa Catarina, no período de inverno, fazia-se apenas uma cobertura verde para facilitar a rotação de cultura, agora com os cereais de inverno o produtor passa a ter mais uma alternativa de renda. A agropecuária catarinense tem crescido muito nos últimos anos, e tem importado milho de outros estados para suprir a demanda. Nós estamos investindo fortemente no subsídio de sementes cereais de inverno, da ordem de 50%, para que o produtor invista na produção para fornecer insumos para a fabricação de ração. Ficamos muito felizes que o programa está sendo bem aceito”, ressalta o secretário.

A família Fiabane é uma das beneficiadas pelo Projeto de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno Destinados à Produção de Grãos, que irá investir R$ 5 milhões para apoiar o plantio de trigo, triticale, centeio, aveia e cevada em Santa Catarina. Com esta ação, a Secretaria da Agricultura dá uma subvenção de R$ 250 por hectare efetivamente plantado com cereais de inverno, num limite de 10 hectares por produtor.

“O governo abraçou a causa e está dando todo o suporte para nós. A terra ficava parada no inverno, apenas fazíamos a cobertura, agora com o incentivo do governo e o apoio das cooperativas, nós vamos investir no plantio visando maior rentabilidade para a família. Em função do preço pago, nós escolhemos o trigo, vamos plantar duas variedades aqui. Além disso, ele vai ajudar a fazer uma rotação de culturas e melhorar o solo”, destaca Heleno.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

O cultivo de grãos de inverno é uma alternativa para reduzir a dependência de milho, os custos de produção e aumentar competitividade da cadeia produtiva de carnes. Para que o Projeto tenha sucesso, a Secretaria conta com parceiros em todos os elos do setor produtivo: cooperativas, produtores rurais e agroindústrias.

“Com esse incentivo do Governo do Estado através da secretaria, nós já recebemos este ano em torno de 250 mil sacos de cereais de inverno. Isso é muito importante porque ocupa os momentos de ociosidade dos silos da cooperativa, nos meses de outubro a novembro. Ao mesmo tempo, vamos fazer uma cobertura de solo e dar uma renda adicional aos produtores. São três vantagens ao mesmo tempo”, complementa o presidente da Cravil, Harry Dorow.

Como funciona o Projeto

Os produtores rurais procuram as cooperativas agropecuárias participantes do Projeto para manifestar o interesse em fazer a semeadura de cereais de inverno. As cooperativas fornecem sementes e insumos para o plantio e o produtor faz o pagamento ao final da safra, quando entrega os grãos e recebem o subsídio de R$ 250 por hectare cultivado.

Os grãos entregues pelos produtores às cooperativas são destinados a agroindústrias e fábricas de ração instaladas no estado. O Projeto segue o modelo do Programa Terra Boa, bastante conhecido pelos produtores rurais de Santa Catarina.

O incentivo para produção de cereais de inverno vem complementar outras ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para aumentar o fornecimento de insumos.

Informações adicionais a imprensa:
Paulo Henrique Santhias
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural (SAR)
[email protected]
Fone: (48)-3664-4418/(48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/ 

Fonte: Governo SC

Comente com o Facebook