Projeto inovador de gás fracionado é apresentado para o prefeito de Chapecó


Um projeto inovador de biogás fracionado foi apresentado na tarde desta quinta-feira ao prefeito de Chapecó, João Rodrigues. Estiveram em seu gabinete empresários das áreas de reciclagem, embalagem e logística, além do presidente do Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro), Rudinei Floriano.

De acordo com Daniel Camilotti, da Brasil Gas Logistics S.A, Chapecó, disse que a partir do ano que vem Chapecó deverá ter disponibilizada a venda de gás fracionado. “Nos Estados Unidos já existe essa tecnologia para gás GLP, mas Chapecó será a primeira cidade do mundo com venda de biogás fracionado”, explicou.

O presidente do Imetro, Rudinei Floriano, ressaltou que em vez de gastar mais de R$ 100,00 num botijão de gás de 13 quilos, a dona de casa que tiver R$ 20,00 no bolso poderá comprar o produto neste valor.

A empresa Vitrabrasil desenvolveu um recipiente com fibra de vidro (compósito) que servirá para disponibilizar o produto fracionado.

O presidente do grupo Cetric, Gustavo Baldissera, disse que a empresa já utiliza o biogás na produção de energia elétrica, nos caminhões e que agora vai vender também o produto, que deve ficar pelo menos 50% mais barato do que o GLP.

Comente com o Facebook