Fortalecimento do turismo religioso é destaque em reunião ampliada


Lideranças dos municípios que integram o Vale do Rio Tijucas e região participaram na tarde desta quarta-feira (30), via online, de uma reunião ampliada da Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa para comemorar e começar a planejar os próximos passos com a aprovação do Projeto de Lei 36/2020, de autoria do deputado Ivan Naatz (PL), que institui a Rota Turística Vale do Sagrado Catarinense, que deverá ser sancionado pelo governador Carlos Moiséis (PSL) nesta quinta-feira (1º).

“Santa Catarina vem crescendo neste setor e as comunidades precisam receber cada vez mais apoio oficial, tanto do poder Executivo como do Legislativo no sentido de conciliar a fé popular e o trabalho evangelizador com o fomento ao turismo religioso e as tradições culturais”, resume Ivan Naatz.

A nova rota tem como objetivo estimular ações e investimentos que gerem competitividade aos serviços locais, fortalecendo as tradições religiosas e promovendo ainda a divulgação de eventos e pontos turísticos da região integrada pelos municípios de São João Batista, Canelinha, Brusque, Major Gercino, Tijucas, Nova Trento e Angelina. “O nosso estado é privilegiado em tudo que é de turismo, temos um mar maravilhoso, uma Serra extraordinária e temos também o turismo religioso, que está focado nos pequenos municípios, no interior, onde há dificuldades estruturantes e que muitas vezes não tem condições de contratar uma empresa para ajudar a construir um plano de trabalho”, destacou o deputado.

Além de Santa Paulina, em Nova Trento, e seu santuário, o deputado justifica no seu projeto que a região poderá ter mais um santo católico e ponto de peregrinação, por já estar em curso o processo de beatificação do padre Léo Tarcísio Gonçalves, o Padre Léo, fundador da Comunidade Bethania, em São João Batista. Durante todo ano, a comunidade já conta com um calendário de eventos religiosos e recebe grupos de todo o país. Ivan Naatz enfatiza ainda a expectativa do retorno das peregrinações na região a partir de setembro, quando a maioria da população deverá estar vacinada contra a Covid-19.  “Os municípios devem se preparar para o retorno do turismo regional. O turismo vai bombar a partir de setembro.”

Potencialidades
O prefeito de Nova Trento, Tiago Dalsasso (MDB), destacou que a região sabe do potencial turístico e que com a sanção da lei criando a Rota Turística do Vale do Sagrado Catarinense será necessário mais investimentos na infraestrutura das rodovias estaduais. “Já notamos o aumento do público nos finais de semana e certamente haverá crescimento da procura pelo turismo regional.”

O padre Alex Macedo de Liz Júnior, do Santuário Nossa Senhora da Imaculada Conceição, de Angelina, também ressaltou o aumento da visitação dos fiéis nos finais de semana e elogiou a iniciativa do Parlamento em aprovar a lei criando a rota turística. “A integração da região é essencial para o desenvolvimento e queremos colaborar.”

O diretor de Turismo da Prefeitura de Brusque, Ivan Jasper, enfatizou que a região conta com vários locais potenciais de turismo e que o desafio agora para os municípios é preparar a infraestrutura para atender o turista com apoio da Assembleia Legislativa e do governo estadual.

O presidente da Câmara de Vereadores de São João Batista, Edésio Pedrinho Tomasi, solicitou apoio para melhorias nas rodovias SC-410 e SC-108 para atender os municípios da região com a previsão do crescimento do turismo religioso. O diretor de Sustentabilidade do Santuário Santa Paulina, de Nova Trento, Marcos Jaboski, enfatizou a importância da aprovação da lei e defendeu o trabalho em parceria dos municípios para atender o turista que visitará a região. “Turismo se faz em parceria.”

A secretária de Cultura e Turismo de Canelinha, Janaira Reis, salientou que apesar do município não contar com atrações religiosas, também será beneficiado com a criação da rota turística. A coordenadora da Paróquia de Sant’Ana, Marlene Nunes, afirmou que o município apoia a iniciativa e que a região toda será beneficiada.

A coordenadora de Comunicação da Comunidade Bethânia, de São João Batista, Marcia Peixe Vargas, fez um relato histórico do movimento para criação da rota turística da região que iniciou em 2015. “Foram várias iniciativas que culminaram neste momento com a aprovação da lei. Não só o turismo religioso será fortalecido, também haverá o turismo cultural e histórico da região.”

Comente com o Facebook