Secretário prestará informações sobre represamento de cirurgias

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News


95,4 mil pessoas aguardam procedimento, conforme resposta a pedido de informação apresentado por Dr. Vicente

O secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, será ouvido pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Santa Catarina nesta quarta-feira (30), às 9h. A participação do secretário foi requerida pelo deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB).  Ribeiro será questionado sobre as ações do governo do estado para desafogar a fila de espera por cirurgia eletiva, que já soma mais de 95,4 mil pessoas. Ele também irá explanar sobre como o governo se prepara para uma eventual nova onda de crescimento de casos de Covid-19.

A participação do secretário foi confirmada por Dr. Vicente durante manifestação no  plenário do Legislativo estadual nesta terça-feira (29). O deputado citou dados da Secretaria de Estado da Saúde em resposta a um pedido de informação apresentado pelo parlamentar sobre a situação da fila por cirurgia eletiva em Santa Catarina.

“É um número que assusta, que cresce rapidamente e que exige ações. O ano de 2019 terminou com 73 mil pessoas aguardando por uma cirurgia eletiva. Em dezembro de 2020 eram 87.650. E cinco meses mais adiante, em abril deste ano, a fila já somava 95.487 pessoas na fila do SUS para fazer uma cirurgia. Cirurgias eletivas estão se tornando casos de emergência. Pessoas estão sofrendo, vidas são colocadas em risco. É preciso reverter esse crescimento da fila de espera por procedimento médico”, afirmou Dr. Vicente, que é médico neurologista.

A postergação das cirurgias eletivas é um dos efeitos provocados pela  pandemia que compromete o sistema hospitalar.  A falta de leitos de UTI e a escassez de medicamentos anestésicos do kit intubação resultaram na suspensão das cirurgias de média e alta complexidade, conforme determina portaria a 550/2021.  Dr. Vicente lembrou que a pandemia continua. “Não houve diminuição da pressão sobre o sistema de saúde, 15 das 16 regiões de saúde estão em alerta gravíssimo para Covid-19. São cerca de 30 pessoas esperando por uma vaga de UTI e, no geral, 92,5% dos leitos estão ocupados.”

Imunização e ação conjunta
Conforme o deputado, dar agilidade ao processo de imunização contra a Covid-19 diminuirá o número de internações pela doença, desafogando o sistema e dando condições para que os hospitais públicos, filantrópicos e privados possam realizar cirurgias eletivas.

Outro ponto passa por fortalecer a Política Hospitalar Catarinense, garantindo aporte de recursos para esse fim. O deputado opinou que o Estado deve avançar nesse sentido, junto com a Federação dos Hospitais de Santa Catarina e consórcios municipais de saúde, para construir meios para dar celeridade à realização de cirurgias eletivas.

Assessoria de Comunicação

Deputado Dr. Vicente Caropreso – PSDB

(48) 99127 8540

Comente com o Facebook