Avança projeto para instalar fábrica de carros elétricos em Criciúma


Notícias de Balneário Camboriú - SC HOJE News

Os planos para instalação de uma fábrica de veículos elétricos em Criciúma estão bem encaminhados. Pelo menos é esse o sentimento das lideranças, políticas, empresariais e educacionais que estiveram em São Paulo participando de reunião com os representantes da M3E3 Mobilidade e Energia.

Estiveram presentes o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Criciúma, Aldinei Potelecki, os professores Adelor Felipe da Costa, André Tavares e Clauber Marques, da UniSatc, e empresários da ICON e da Ecovolts.

Desde o segundo semestre de 2020, a startup paranaense M3E3 visita a região para avaliar se é viável instalar uma unidade fabril para a produção de carros. “Temos a oportunidade de viabilizar uma linha de montagem em escala industrial, construindo o primeiro veículo elétrico brasileiro em Criciúma. Essa visita permitiu que os nossos parceiros conhecessem o projeto de forma mais completa”, ressaltou o engenheiro mecânico e diretor de operações da M3E3, Carlos Eduardo Monblanch da Motta.

Para consolidar um segmento que cresce mundialmente, a Prefeitura de Criciúma também aposta na instalação da unidade no município. “Podemos transformar uma realidade, elevar a categoria da cidade e da região a outro nível. Por isso, foi fundamental conhecer de perto esse projeto e discutir as parcerias”, afirmou o diretor de Desenvolvimento Econômico.

A união de esforços dos setores público e privado está permitindo que a unidade da M3E3 encontre na região as condições para instalar sua unidade. “O caminho da eletrificação veicular é sem volta. Novas tecnologias estão surgindo a cada dia e temos a rara possibilidade de sediar uma fábrica de veículos elétricos. Não podemos perder esta oportunidade, seja como Cidade de Criciúma, seja como escola formadora de mão de obra qualificada ou como centro de pesquisa. É um grande desafio, mas plenamente possível de ser executado”, ponderou o reitor da UniSatc, Carlos Antônio Ferreira.

Em janeiro de 2021, a empresa e a UniSatc já firmaram acordo de parceria para iniciar os cursos de formação técnica. Conforme o coordenador do Núcleo de Mobilidade Elétrica (NME) da UniSatc, Adelor Felipe da Costa, são cursos de manutenção de veículos elétricos, produção e projetos, que já passaram da fase de elaboração de ementas e estruturação e devem começar no segundo semestre. “A Satc segue com seu papel de formação e qualificação, preparando os profissionais que atuarão com os veículos elétricos”, destacou.

Comente com o Facebook