Ação para retorno das aulas presenciais garante aumento de mais de 19% no número de estudantes nas escolas de Criciúma


Notícias de Balneário Camboriú - SC HOJE News

No primeiro dia depois da ação de chamado dos estudantes da Rede Municipal de Ensino para que participem das aulas de maneira presencial nas escolas, o Governo de Criciúma comemora o aumento no número de alunos que já compareceu nesta terça-feira (01). De acordo com o levantamento preliminar da Secretaria Municipal de Educação, foram cerca de 19% a mais do que nos dias anteriores a ação. “Sabemos da importância da escola na formação dos estudantes e dos cidadãos. Índices ruins na educação representam índices ruins também para o Município hoje e no futuro. A pandemia existe, estamos tomando todos os cuidados sanitários preconizados, mas entendemos que o ambiente escolar é seguro e o aprendizado em sala de aula é fundamental”, afirmou o prefeito Clésio Salvaro.

O secretário de Educação, Miri Dagostin, visitou novamente as escolas municipais para verificar o andamento das atividades após o retorno presencial. “O sucesso da ação é visto nos rostos dos estudantes. A felicidade deles certamente vai representar avanço no aprendizado. Estamos felizes e consideramos esta terça-feira um dia histórico para a educação de Criciúma”, afirmou o secretário, completando que “algumas obras em andamento de salas de aulas, serão aceleradas para dar ainda mais espaço aos alunos que preferem estar na escola”.

Mais professores para contraturno escolar

Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Educação, serão oferecidas aulas de acompanhamento pedagógico no contraturno escolar para os estudantes que tenham dificuldades de equiparar o aprendizado com quem já estava em sala de aula. “Daqui duas semanas faremos uma avaliação em todas as escolas e, se for necessário, conversaremos com os pais para que os alunos tenham acompanhamento pedagógico. Nosso objetivo é promover igualdade no aprendizado e de maneira paralela, melhorar ainda mais os índices de educação no município”, afirmou o secretário. Segundo ele, a secretaria fará um levantamento e alguns remanejamentos e, se for necessário, novos professores serão chamados para atender o contraturno.

Comente com o Facebook