Bancada Feminina e Escola do Legislativo lançam projeto “Papo de Ideias”


A Bancada Feminina da Assembleia Legislativa, em parceria com a Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, lançou na tarde desta quinta-feira (27) o projeto “Papo de Ideias”. O objetivo é promover conversas com as deputadas que integram a bancada.

De acordo com Léa Medeiros Cardoso, da Escola do Legislativo, o “Papo de Ideias” busca aproximar o Poder Legislativo estadual da sociedade catarinense, por meio de conversas informais com as deputadas, principalmente na questão referente à participação das mulheres na política.

Na estreia do projeto, a coordenadora da bancada, deputada Ada de Luca (MDB), participou de um bate-papo mediado pela jornalista Sande Moraes, jornalista e consultora em comunicação e marketing político.

A deputada respondeu a perguntas dos internautas que acompanharam a live, transmitida na página do Facebook da Escola do Legislativo. Neta de prefeito, filha de vereador e deputado estadual, Ada disse que nasceu na política. “Desde que nasci, era política no café, política no almoço, política na janta. Tudo era política”, comentou. “A política é o meu oxigênio. Acho que só vou parar de fazer política quando morrer.”

Na juventude, em Criciúma, Ada se envolveu com os grêmios estudantis. Quando o esposo Valmor de Luca (falecido em 2019) se elegeu deputado federal, ela mudou-se com a família para Brasília. Começou a trabalhar como assessora parlamentar na Câmara dos Deputados, junto com Ulysses Guimarães. Participou ativamente da luta das Diretas Já.

“Nada caiu do céu, tudo foi com muita luta, com preconceito. Na época a mulher que se envolvia com a política era dada como louca”, comentou Ada. “Nunca me arrependi, tudo foi um aprendizado. Uma missão minha é incentivar a mulher participar da política, não por cargo ou status, mas para melhorar a vida de todos.”

Ada fez um balanço das diversas ações que desenvolveu no decorrer de 14 anos de atuação como deputada estadual, além do trabalho na Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania, durante quase oito anos. Elencou os principais projetos de sua autoria que foram transformados em lei.

Atualmente, a parlamentar tem se dedicado à defesa da exploração sustentável do carvão mineral no Sul do estado e ao combate à pandemia da Covid-19, com enfoque no enfrentamento das sequelas da doença. A parlamentar, que enfrentou a doença, acredita que houve falta de planejamento no combate. “A pandemia foi politizada. O negacionismo foi muito grande, nos trouxe grandes problemas”, disse Ada, que cobrou a ampliação da vacinação.

Na coordenação da Bancada Feminina, Ada destacou a implantação do Observatório Estadual da Violência contra a Mulher e adiantou que, em breve, a bancada contará com um site próprio.

“Mulher olha diferente em tudo dentro da política. E nós precisamos cada vez mais mulheres. Ninguém estar querendo esmagar os homens, nós queremos meio a meio. A gente precisa estimular as mulheres. Não é fácil, mas a gente tem garra, tem coragem e enfrenta”, resumiu.

Sobre o futuro, Ada adiantou que será pré-candidata a deputada federal nas próximas eleições.

A próxima conversa do “Papo de Ideias” será no dia 10 de junho, às 17 horas, com a deputada Dirce Heiderscheidt (MDB). A transmissão será pelo Facebook da Escola e é aberto ao público. Porém, para receber o certificado da palestra, o participante deve se inscrever ou acessar o site escola.alesc.sc.gov.br e clicar no banner “Papo de Ideias”.

Comente com o Facebook