Motivação e mídia para enfrentar pandemia e crise no turismo de BC

MOTIVAÇÃO E MÍDIA PARA ENFRENTAR PANDEMIA E CRISE NO TURISMO DE BC

Manter a motivação do trade turistico e o nome da cidade e as futuras atrações na mídia foi a receita encontrada  pela Secretaria de Turismo de Balneário Camboriú, com a volta de Geninho Goes ao cargo, ao anunciar , no mês passado ,  uma “ supertemporada,”  com nove meses de duração, para compensar as perdas do setor turístico em meio à pandemia.

Como já era previsto, a chamada “alta temporada “ de verão teve baixa ocupação hoteleira ( média de 60 a 50%) e de aluguéis, agravada ainda com a crise argentina que afastou os hermanos de nossas praias. Com o projeto do experiente secretário e consultor Geninho Goes ,  a ideia é que a “temporada estendida’ comece em julho e siga até março de 2022.

Além das datas tradicionais, como Natal, Réveillon e Carnaval, a programação inclui um Festival de Primavera, Festa dos Amigos, festival gastronômico e aposta no esporte, com uma maratona e uma regata internacional, com a participação de estrelas do segmento , além da divulgação permanente de midia e reforço no treinamento do pessoal que lida com turismo.

É claro que o projeto pode ser  afetado por fatores externos como o comportamento da economia provocado pelos efeitos da própria pandemia, mas não deixa um fator motivador e uma espécie de planejamento estratégico coletivo para todos os segmentos que lidam e dependem direta e indiretamente do turismo na cidade e arredores. Até porque as perspectivas não vinham sendo animadoras. Empresários ligados ao setor hoteleiro, ao final de janeiro já falavam até em fechamentos e falências na área , bem como outros experientes e  ligados a política pública de turismo tem analisado que a recuperação completa do setor não acontecerá em menos de 3 a 5  anos.  Para tentar reverter este  cenário, o momento é, de fato , de muita motivação, criatividade e união de esforços que poderão incluir também a agilização do processo de concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú, à iniciativa privada, ainda indefinido pela Santur.

Notícias de Santa Catarina - SC HOJE News

BNT -MERCOSUL EM MAIO 

Ainda no contexto da pandemia  do Covid-19, a BNT- Mercosul, uma das já tradicionais feiras que anualmente reúne o trade turístico da região Sul e de alguns países vizinhos, tem previsão já anunciada  que a edição deste ano de 2021 será realizada no formato híbrido de 24 a 28 de maio. Durante o evento, representantes de destinos e segmentos do mercado vão apresentar um panorama das perspectivas para o Turismo em 2021 e 2022. Essa será a primeira edição realizada em parceria com o Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau.

O CEO da BNT  Mercosul, Geninho Goes, disse em comunicado que “após 26 anos realizando o evento de maneira presencial, reunindo mais de seis mil profissionais de Turismo, acreditamos que o cenário atual não seja o ideal para fazer o evento com o contato, o calor humano, as capacitações e tantas atividades sociais que se tornaram marca da BNT Mercosul”. Desta forma, na edição deste ano, a BNT promoverá famturs on-line com parcerias, uma rodada de negócios entre prestadores de serviços e operadores do Brasil e países do Mercosul, além de grandes auditórios de capacitação sobre como os destinos estão se preparando para a retomada.

RECIFES ARTIFICIAIS : NOVA OPÇÃO PARA TURISMO DE MERGULHO

A Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleía Legislativa de Santa Catarina , que teve o deputado Ivan Naatz (PL) reeleito para mais um biênio frente ao colegiado, aprovou a realização de uma audiência pública virtual, que deve acontecer em breve,  para debater a criação de recifes artificiais no litoral catarinense.

A ideia é discutir e ampliar essa opção com  representantes da Santur, órgãos ambientais e secretários estaduais, pois além de  de incentivar o turismo de mergulho, ao mesmo tempo, estimula  a conservação marinha, gestão costeira, manejo pesqueiro e a defesa contra a erosão. Há um projeto de lei de autoria do deputado Naatz que já tramita na Alesc e  que regulamenta a criação destes recifes artificiais. O projeto conta com apoio da Santur e já identificou a possibilidade da criação de cinco pontos para instalação destes recifes artificiais no litoral, três entre Porto Belo e Bombinhas, um em Penha e outro em Itajaí. Pelo levantamento feito, serão necessários aproximadamente R$ 4 milhões para colocação dos equipamentos para criação destes recifes.

DESTINOS TURÍSTICOS  SEM AGLOMERAÇÕES

Os brasileiros estão buscando cada vez mais destinos turísticos que não tenham aglomerações. A constatação é de uma pesquisa realizada pelo Booking.com que mostrou que 91% dos viajantes nacionais estão buscando locais mais tranquilos para viajar no país. O item é uma das recomendações do protocolo para turistas do Selo Turismo Responsável, do Ministério do Turismo, criado para que os consumidores se sintam seguros ao viajar e frequentar locais que cumpram protocolos específicos para a prevenção da Covid-19.

Outro dado relevante apontado pelo levantamento foi que quase 7 em cada 10 entrevistados pretendem viajar fora de temporada em 2021 e que 83% deles estão levando em consideração a procura por destinos onde corra menos risco de contrair ou espalhar a Covid-19. No início do ano, o Ministério do Turismo iniciou uma pesquisa com consumidores nacionais para, também, avaliar a retomada de viagens no país. O objetivo da iniciativa é conhecer e analisar a opinião do público quanto à expectativa de realizar viagens a lazer nos próximos meses e à percepção de segurança dos viajantes em um cenário de pandemia. A expectativa é de que o resultado saia ainda no mês de março.

( Em 07 -03 – 2021 – [email protected]).

Comente com o Facebook
Carlos Mello é jornalista e advogado, com 35 anos de experiência com ênfase em assessoria de imprensa política e empresarial. Foi repórter, redator e correspondente de diversos jornais do RS e SC, tais como Correio do Povo, Folha da tarde, Diário Catarinense e A Notícia.