Drica Moares faz apelo após falta de medicamento para transplante de medula óssea

Remédio precisa ser tomado antes do transplante e deixou de ser disponibilizado porque laboratório com aprovação da Ansiva irá fechar

Reprodução/Instagram/oficialdricamoraesNotícias de Balneário Camboriú - SC HOJE NewsDrica Moraes postou uma foto da época em que passou por um transplante de medula óssea

A atriz Drica Moares fez um apelo no Instagram após parar de ser disponibilizado no Brasil um medicamento que é fundamental para os pacientes que precisam se submeter ao transplante de medula óssea. Isso porque, o medicamento prepara o corpo para receber as células saudáveis de um doador. A artista passou por esse tratamento após ser diagnosticada com leucemia há cerca de 10 anos. “É preciso que o Ministério da Saúde e a Anvisa encontrem uma alternativa urgente para esta questão. Enquanto ainda não há uma solução que garanta o abastecimento do Bussulfano [nome do medicamento] no Brasil neste ano, seguimos em busca de espaços para manter nossa pauta ativa”, escreveu a atriz na rede social.

O medicamento deixou de ser disponibilizado no Brasil porque o laboratório francês Pierre Fabre era o único autorizado pela Anvisa a comercializar o remédio no país, mas a fábrica será fechada. Drica comentou que o assunto virou pauta no “Jornal Nacional” no último dia 2 de janeiro e enfatizou que dar espaço para o assunto é algo de extrema importância. Além de apresentar dados, a reportagem contou a história de uma paciente recém transplantada, a atriz e escritora, Duda Ridel. “Ela inclusive iniciou uma petição pública pedindo por respostas e soluções”, contou Drica.

A artista disse que além dos pacientes, a Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO), a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale) e Sociedade Brasileira Oncologia Pediátrica (Sobope) estão unindo esforços para que o Bussulfano volte a ser fornecido no Brasil. “A SBTMO reitera que se trata de uma questão urgente e de extrema importância garantir o reabastecimento deste fármaco”, enfatizou Drica. Os atores Reynaldo Gianecchini, Maria Padilha, Ana Beatriz Nogueira, Malu Galli, Patricia Pillar e a apresentadora Astrid Fontenelle comentaram a publicação e também demonstraram indignação pela falta do medicamento no país.