Camboriú adere ao Sistema de Gerenciamento de Operações do Covid-19

A partir desta semana a Secretaria de Saúde de Camboriú, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, adere ao Sistema de Gerenciamento de Operações (SGO) contra o Covid-19, que é um software desenvolvido pelo Laboratório de Informática da Biodiversidade e Geomática (LibGeo) da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e que visa unificar as informações sobre a pandemia nos municípios da Foz do Rio Itajaí. O projeto piloto integra as ações da Rede de Pesquisa e Estudo sobre riscos e Desastres na Foz do Rio Itajaí (REPEDfri), que é Coordenada pela Regional de Proteção e Defesa Civil, e irá contribuir na compilação de dados, otimizará os serviços dos profissionais e trará mais transparência e agilidade nas informações entre os municípios participantes.

“Esta ferramenta permitirá mais agilidade na troca de informações dos profissionais e com certeza nos permitirá agir de forma mais planejada e estratégica, tanto a curto prazo, como a longo prazo, pois possibilitará maior interação e transparência entre os municípios”, explicou o coordenador regional de Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina, Daniel Bazanella Cardoso.

Para o secretário de Defesa Civil, Adelson Maçaneiro, está é mais uma ferramenta que vem para contribuir na luta contra a pandemia do Covid-19. “Essa nova ferramenta só vem a somar neste momento, pois permite mais transparência e agilidade nos dados, além de contribuir de forma expressiva na postura dos profissionais de planejar e executar ações futuras”, avalia.

Segundo professor André Barreto, coordenador do Laboratório de Informática da Biodiversidade e Geomática (LibGeo) da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), o software foi criado em 72horas, seguindo o briefing da Defesa Civil regional. Em seguida foram feitas diversas melhorias, de modo a atender as necessidades que surgiram. “Nosso foco foi priorizar as solicitações apresentadas, de modo a organizar dados para que assim fosse atendido a demanda do momento. Porém, compreendemos a importância dessa ferramenta a longo prazo, por isso, agora a intenção é que possamos evoluí-lo conforme a necessidade apresentada pelos usuários do sistema”, explica.

Para Barreto, essa parceria entre a instituição de ensino e a comunidade é extremamente importante. “Fazemos parte dos municípios e estamos sempre abertos a parcerias. Cada um está fazendo a sua parte e com certeza não poderíamos ficar de fora nesse momento, pois mais do que produzir conhecimento, a Univali compartilha resultados que refletem diretamente na comunidade”, pondera o professor.

Comente com o Facebook