PM vai às ruas fiscalizar cumprimento das restrições impostas ao comércio

A partir desta quinta-feira (19), policiais militares atuarão em todas as regiões de Santa Catarina para garantir que o decreto editado pelo Governo do Estado, nesta terça-feira (17), seja efetivamente cumprido. De acordo com determinação do governador Carlos Moisés (PSL), serviços não essenciais, como academias, shoppings centers, restaurantes e comércios de rua, devem fechar as portas por sete dias.

A medida também suspende a circulação de ônibus do transporte coletivo municipal, intermunicipal e interestadual. As restrições têm como objetivo diminuir a circulação de pessoas em todo o estado e, com isso, conter a propagação do coronavírus (Covid-19) em território catarinense. Ao longo desta quarta-feira (18), a Polícia Militar já esteve nas ruas para orientar e conscientizar os comerciantes sobre os efeitos e a importância desta decisão.

Segundo o decreto, a quarentena não afetará os serviços considerados essenciais para a população, como supermercados, farmácias, unidades de saúde e postos de combustível, que poderão abrir normalmente. Durante o período, a entrega (delivery) de alimentos nas residências está autorizada, assim como as padarias poderão funcionar, mas sem atendimento de mesas e consumo de produtos no local.

Veja a manifestação do comandante do 12° Batalhão de Polícia Militar de Balneário Camboriú, Tenente Coronel, Alexandre Coelho Vieira, a respeito desse trabalho.

Com informações do OCP News

Comente com o Facebook