Camboriú é opção para quem quer curtir férias com aventuras

O verão se aproxima, mas o período de férias escolares já iniciou, com isso, muitas famílias buscam opções de lazer e turismo. O turismo rural e o ecoturismo em Camboriú são opções para quem quer curtir as férias de maneira diferente e divertida.

Os atrativos dos cenários naturais, o convívio com animais da fazenda, cavalgadas, trilhas e cachoeiras para quem curte aventura e uma saborosa culinária típica com produtos frescos são os diferenciais que vem atraindo cada vez mais pessoas para o município. “Com a grande procura pelo sossego do campo, esse segmento do turismo rural vem crescendo expressivamente nos últimos anos, o que é muito bom, pois além de preservar os costumes também colabora com o aquecimento economia local”, avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico, Mário Bianchet.

Os roteiros incluem trilhas e escaladas, pousadas, sítios, cachoeiras, recantos, passeios de dindinho e uma infinidade de passeios para todos os gostos. Entre as atividades estão caminhadas em meio à natureza, cavalgadas, acampamento, banho de rio e cachoeira, pescaria, passeio de charrete ou trator e esportes de aventura. Quem quiser também pode alimentar animais da fazenda e aproveitar a culinária preparada em fogão a lenha.

Aventuras em segurança

O rio Camboriú e suas afluentes do Braço, Pequeno e Canoas são grandes atrativos com as altas temperaturas. De acordo com o comandante do pelotão do Corpo de Bombeiros de Camboriú, 1° tenente Walter Pereira de Mendonça Neto, no Brasil há mais registros de mortes em água doce do que em água salgadas, uma vez que são mais vastas e de difícil patrulhamento. “Atuamos firmemente e mapeamos os pontos onde já houveram acidentes, buscando assim evitar problemas futuros e novas vítimas, por isso, estamos providenciando placas de avisos para serem colocadas nesses locais ainda neste verão”, explicou Neto frisando ainda que além das placas serão colocadas raia de limitação de profundidade e boias fixas para salvamento.

Conforme o comandante, os principais pontos que requerem mais cuidados são as cachoeiras, Parque Linear e próximo à ponte do Barranco. “Como são áreas extensas é complexo haver guardas vidas fixos, porém, são locais que monitoramos na medida do possível”, comentou o tenente Neto reforçando que as piscinas são responsáveis por 53% de todos os óbitos por afogamento na faixa de um a nove anos de idade.

Cuidados importantes

– Piscinas residenciais e de clubes devem sempre estar cercadas e fechadas, impedindo o acesso fácil de crianças;
– Jamais deixe crianças se banhar sem supervisão responsável;
– Nunca mergulhe de cabeça em locais que você não conhece a profundidade;
– Na praia, procure se instalar e se banhar próximo ao posto de guarda-vidas;
– Obedeça às indicações de bandeiras dos postos e orientações dos guarda-vidas;
– Não entre na água após ter ingerido bebida alcoólica;
– Não se banhe em costões ou áreas rochosas;
– Em caso de tempestades, saia da água e se abrigue em local coberto;
– Se você presenciar uma cena de risco, comunique imediatamente o guarda-vidas ou ligue para o 193 do Corpo de Bombeiros.

Além de seguir essas orientações, o Corpo de Bombeiros Militar disponibiliza o aplicativo Praia Segura, que pode ser baixado no telefone celular com plataforma Android e que indica as condições do mar e a localização dos postos guarda-vidas mais próximos. O aplicativo também mostra se há incidência de águas-vivas na região.


Comente com o Facebook