Ano foi de avanços e conquistas na Alesc, analisa deputado Ivan Naatz

O deputado Ivan Naatz (PV) destacou como de grande aprendizado, novas experiências e conquistas para a região do Vale do Itajaí e outras do Estado o seu primeiro ano de mandato na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Projetos, indicações, requerimentos, seminários e audiências públicas na área ambiental, do saneamento e turismo regional, obras rodoviárias e de infraestrutura, saúde e apoio hospitalar, além da defesa da implantação da Região Metropolitana de Blumenau foram alguns dos principais destaques de sua atuação. Além disso, mais de R$ 5 6 milhões em emendas a que o parlamentar tem direito estão sendo encaminhadas para o orçamento do governo estadual do ano que vem assegurando recursos nestes setores em mais de 20 municípios do Vale do Itajaí.

“Acredito que conseguimos marcar com muito trabalho, dinamismo e produtividade o ano parlamentar de 2019, período também de grande aprendizado e de troca de experiências em que procuramos melhorar um pouco a cada dia, fazendo com que o mandato realmente valha a pena para a sociedade”, resume Ivan Naatz. Ele acrescenta ainda que em 2019, o parlamento estadual se fortaleceu ao mostrar protagonismo em torno de projetos, ações e iniciativas, além de estimular o diálogo com o governo e os mais variados setores da sociedade catarinense.

PEC DOS PEDÁGIOS – Outro avanço citado pelo deputado foi com relação à Proposta de Emenda Constitucional – PEC, de sua autoria, que propõe a proibição dos chamados pedágios urbanos ou taxas de preservação ambiental, a exemplo do que já ocorre nos municípios de governador Celso Ramos e Bombinhas. A Comissão de Constituição e Justiça aprovou o parecer favorável à constitucionalidade da proposta garantindo a continuidade da tramitação.

“Chega de impostos. Foi mais uma vitória importante para ampliar o debate democrático em torno deste projeto e garantir sua análise e votação final pelo plenário da Assembleia”, comemora. O parlamentar justifica que estes tipos de pedágios estão se espalhando pelo estado e são meramente arrecada tórios prejudicando muito mais o turismo do que atraindo turistas.

“Este e outros temas como o saneamento ambiental serão amplamente debatidos de forma democrática com todos os segmentos da população e o parlamento a partir do ano que vem e que predomine a vontade da maioria”, analisa o deputado, que também coordena a Frente Parlamentar em Defesa da Universalização do Saneamento Básico.

Comente com o Facebook