Morte de Norberto Cabral e novo aeroporto da capital repercutem na Alesc

, SC Hoje News - Notícias de Balneário Camboriú

A morte do neurologista Norberto Cabral, de Joinville, em um acidente na Serra Dona Francisca e a inauguração do novo aeroporto da capital repercutiram na sessão de terça-feira (1º) da Assembleia Legislativa.

“Uma facada a morte do Norberto Cabral, um dos maiores cientistas médicos do Brasil na atualidade, um dos que mais publicava no estrangeiro, o hospital São José é o que melhor atende acidente vascular cerebral (AVC) no Brasil por causa do Cabral e da equipe”, lamentou doutor Vicente Caropreso (PSDB).

“Infelizmente perdemos o “pelé” do acidente cardiovascular do Brasil, o doutor Cabral, uma morte trágica na Serra Dona Francisca”, declarou Fernando Krelling (MDB), que cobrou sinalização e iluminação para que a serra “não seja apelidada de serra da morte”.

“A Serra Dona Francisca não é uma rodovia que liga nada a lugar nenhum, liga a BR-116 à BR-101, liga a maior cidade do estado ao Planalto Norte e ali catarinenses estão morrendo toda a semana, por mais caro que seja uma sinalização, dez dias dentro de uma UTI paga a sinalização”, cobrou Sargento Lima (PSL), que exibiu indicação sugerindo reparos na serra em 23 de fevereiro. “Ainda sem resposta”.

Já o presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente, Ivan Naatz (PV), comemorou a inauguração do novo terminal do aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis.

“Nós que defendemos a pauta do turismo só temos a comemorar, ficou lindo o aeroporto, funcional, de primeiro mundo, uma grande conquista para Santa Catarina. A nota triste ficou pela participação do governo, não só desse, mas do governo passado também, não conseguimos resolver o problema do acesso”, registrou o parlamentar.

Doutor Vicente Caropreso e Maurício Eskudlark (PL) também avaliaram positivamente a inauguração do novo equipamento.

“Vai favorecer o turismo, será uma grande porta de entrada”, concordou Caropreso.

“Mais de 75% das desapropriações para fazer o acesso foram feitas nestes oito meses de governo, para ver o quanto o governo anterior deixou a obra atrasada”, ponderou o líder do governo, que garantiu que a obra será concluída.

Dia do idoso
Ricardo Alba (PSL) lembrou o dia do idoso, celebrado neste 1º de outubro, sugeriu dar carinho, amor e atenção aos mais velhos todos os dias e reforçou que o estado tem a população mais longeva do país.

Defesa do Vale do Itajaí
Ricardo Alba apresentou aos colegas e aos catarinenses uma breve prestação de constas das atividades e dos êxitos da Frente Parlamentar em Defesa do Vale do Itajaí.

Segundo o parlamentar, o governo atendeu a reivindicação de autonomia da Celesc no Alto Vale do Itajaí; assinou convênios para a manutenção das estradas estaduais; e destinou R$ 4 milhões para desassoreamento do rio Itajaí, em Rio do Sul.

“A frente trabalha em sintonia com o governo do estado”, explicou Alba.

Os deputados Felipe Estevão (PSL), Coronel Mocellin (PSL) e Jerry Comper (MDB), em apartes, elogiaram a dedicação de Alba e o esforço do governo.

Segundo professor
Luciane Carminatti (PT) lamentou decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de declarar inconstitucional lei de sua autoria que criou a figura do segundo professor para atuar nas salas com alunos deficientes.

“Agora não temos lei que regulamenta o segundo professor, o que pode acontecer? Passei o final de semana inteiro respondendo mensagens, a Secretaria de Educação já anunciou que vai ter edital, ótimo”, afirmou Carminatti, acrescentando que convocará professores, SED e Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) para discutir e apresentar uma proposta ao Executivo.

Audiência pública sobre pedágios na BR-101 Sul
Volnei Weber (MDB) pediu apoio dos membros da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano para agendar uma audiência pública da comissão dia 8 de novembro, em Tubarão, para discutir o pedágio na parte Sul da BR-101.

“A possibilidade de quatro praças cobrando tarifas acima do praticado no trecho Norte, acima de R$ 4, penalizaria o cidadão comum, as distâncias são relativamente curtas, apenas 220 km”, argumentou Weber.

Junta comercial digital
Maurício Eskudlark informou que a Junta Comercial do estado expede alvará para funcionamento de empresa em menos uma hora.

“Alvarás que demoravam semanas saem em menos de um hora, a Junta está de parabéns”,  avaliou Eskudlark.

O líder do governo também destacou a economia realizada com telefone e na compra de oxigênio para os hospitais.

“O governo gastava R$ 900 mil com telefone, está com os mesmos telefones, mesmo atendimento e gastando R$ 200 mil por mês. Oxigênio hospitalar também, mesma quantidade, mesma qualidade e foi comprado por R$ 12 milhões, exatamente a metade do que custou o ano passado”.

Roda gigante
Bruno Souza (sem partido) aplaudiu decisão da Terceira Turma do Tribunal de Justiça que autorizou a continuidade das obras da roda gigante de Balneário Camboriú.

“Tomou a decisão correta”, declarou Souza, que garantiu que o empreendimento utilizará apenas 1% do total da área verde. “Não é fácil a vida do investidor brasileiro”, resumiu.

Pagamento aos bombeiros voluntários
Marcius Machado (PL) questionou o governo sobre o pagamento de indenização por serviços prestados aos bombeiros voluntários.

“Quando serão pagos os valores relativos a agosto e setembro?”, perguntou o deputado, que protocolou pedido de informação sobre a matéria.