Projeto Jovem Doutor completa um ano em Balneário Camboriú

0
28

Neste sábado (21), o Projeto Jovem Doutor, uma parceria entre Secretaria de Educação, Conselho Municipal Antidrogas (COMAD) e Universidade de São Paulo (USP), completa um ano de existência em Balneário Camboriú. Em sua segunda edição, o projeto já alcançou 80 estudantes de 8º e 9º anos da Rede Municipal de Ensino. Nesta semana, 40 alunos foram condecorados com bottons, que representam o término de uma das etapas do curso.

Durante o recebimento dos bottons, o professor do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da USP e idealizador do projeto, Chao Lung Wen, participou do reconhecimento por meio de uma transmissão em vídeo, parabenizando todos os envolvidos no projeto. “Vocês fazem parte de um grupo seleto que participou de um programa de educação e saúde utilizando modernos recursos tecnológicos para a aprendizagem”, disse.

Ao longo do andamento das atividades, os estudantes aprendem mais sobre três “Cursos de Vida”, representando a infância, adolescência e a idade adulta. Quando concluem os módulos referentes a cada curso de vida, recebem um botton. Parte dos contemplados desta semana recebeu seu primeiro botton, referente à infância; o restante recebeu o segundo botton, referente aos conteúdos aprendidos sobre a adolescência. A cada botton adquirido, o aluno se torna mais próximo de concluir o curso e se tornar um Jovem Doutor.

Os módulos concluídos foram trabalhados pelos estudantes com o auxílio de uma plataforma tecnológica desenvolvida pela universidade, que disponibiliza materiais sobre cada tema trabalhado, sendo todos voltados para a saúde, tecnologia e prevenção. Através do conteúdo, os estudantes discutem os temas e trabalham em atividades sobre o que aprenderam com o professor Chao, por videochamada, e com o professor Ricardo de Pauli, que trabalha o conteúdo de forma presencial.

As atividades do Jovem Doutor seguem até o fim do ano letivo e contemplam cinco Centros Educacionais Municipais: Alfredo Domingos; Ariribá; Antônio Lúcio; Dona Lili e Presidente Médici, os dois últimos funcionando como polos do projeto.

Sobre o Jovem Doutor

Criatividade, tecnologia, ciência e saúde. Esses são os quatro eixos que norteiam o Projeto Jovem Doutor, criado pela Universidade de São Paulo (USP) e que agora é desenvolvido em Balneário Camboriú, a primeira cidade do estado a participar das aulas do projeto. A iniciativa utiliza recursos de Telemedicina e educação a distância para trabalhar temas de saúde e qualidade de vida, estimular a mentalidade cidadã e promover a iniciação científica por meio do desenvolvimento do espírito de curiosidade.

Comente com o Facebook